Apple divulga condições para ter o Apple Card e o que fazer se ele for negado

Nathan Vieira

Na última quarta-feira (14), a Apple divulgou algumas informações importantes para o público interessado em adquirir o tão aguardado Apple Card, que foi anunciado em março deste ano e começou a funcionar nos Estados Unidos no início de agosto. Basicamente, a empresa trouxe à tona alguns detalhes em torno do porquê alguns pedidos do item podem ser negados e o que fazer frente a isso. Além, é claro, dos pré-requisitos para adquirir um cartão.

O processo de análise de um novo aplicativo é semelhante ao da parceira do Apple Card, o banco de investimentos Goldman Sachs. Isso significa que o Apple Card é destinado apenas a um número limitado de clientes, pelo menos em um primeiro momento. Embora haja a promessa de que a aceitação será ampla, um número expressivo de candidatos se deparou com a rejeição. Segundo comunicado divulgado pela empresa, o emissor do cartão aplica a pontuação e sua movimentação de crédito e a renda anual, como uma diretriz geral para determinar a elegibilidade. No entanto, existem alguns outros fatores a considerar.

Após um teste interno envolvendo funcionários da empresa, a Apple começou a enviar convites do Apple Card

Primeiramente, é preciso compreender os pré-requisitos para que o usuário obtenha o cartão: ter 18 anos ou mais, ser um um residente legal nos Estados Unidos, possuir um iPhone compatível com a versão mais recente do iOS (iOS 12 ou 13), usar a autenticação de dois fatores com seu ID da Apple e acesso ao iCloud. A empresa ainda enfatiza que se você alguma pendência financeira em seu relatório de crédito, será necessário resolvê-la antes de solicitar o Apple Card.

Outras condições também podem levar à rejeição, como é o caso de um cliente com dívidas atrasadas e registros públicos negativos - como falência ou reintegração de posse de propriedade. Alto endividamento, ainda que controlado, também pode gerar um impacto negativo na hora de solicitar o produto. Além disso, os usuários que freqüentemente solicitam cartões de crédito ou empréstimos, ou aqueles que têm uma baixa pontuação de crédito, podem não ser aprovados.

Pensando nisso, a Apple divulgou, inclusive, algumas dicas aos usuários que foram recusados: verificar se a foto da identidade está clara e se todas as informações estão corretas ou, ainda, se a identidade não expirou. A Maçã começou a enviar convites para o seu programa de pré-lançamento do Apple Card no início de agosto, após um teste interno envolvendo funcionários da empresa e da Goldman Sachs.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: