Apple fará atualização de software na China por ameaça de proibição a venda de iPhones

Por Adam Jourdan e Stephen Nellis
Caixas de Iphone em loja da Apple em Pequim 16/09/2016 REUTERS/Thomas Peter

Por Adam Jourdan e Stephen Nellis

XANGAI/SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple, que enfrenta a possibilidade de ter alguns modelos de iPhones proibidos na China por violações de patentes da Qualcomm, disse nesta sexta-feira que fará atualizações de software para usuários em uma tentativa de evitar possíveis problemas.

As atualizações serão realizadas no início da próxima semana "para resolver qualquer possível preocupação com a nossa conformidade legal", disse a Apple em comunicado enviado à Reuters.

No início desta semana, a Qualcomm informou que um tribunal chinês expediu uma liminar proibindo a venda de alguns modelos de iPhone por violação de duas de suas patentes, embora advogados de propriedade intelectual tenham dito que a proibição provavelmente levaria tempo para ser aplicada.

"No início da próxima semana, vamos entregar uma atualização de software para usuários de iPhone na China, abordando a pequena funcionalidade das duas patentes em questão".

O caso, apresentado pela Qualcomm, faz parte de uma disputa global de patentes entre as duas empresas norte-americanas, que inclui dezenas de ações judiciais. O impasse cria incerteza sobre os negócios da Apple em um de seus maiores mercados, num momento em que as preocupações com o declínio da demanda por novos iPhones estão prejudicando suas ações.

A Apple entrou com um pedido de reconsideração da decisão que afeta iPhones do 6S até o X. A Qualcomm compartilhou com a Reuters uma cópia da apelação.

(Por Adam Jourdan e Stephen Nellis)