Apple mostra interesse em entrar no mercado de criptomoedas

Rafael Rodrigues da Silva

Depois de o Facebook se aventurar no setor de criptomoedas, quem também está mostrando interesse em talvez criar sua própria criptomoeda agora é a Apple.

Em um evento privado que ocorreu na cidade de San Francisco (EUA), a vice-presidente do Apple Pay, Jennifer Bailey, revelou à CNN que a empresa tem monitorado com atenção todo o movimento das criptomoedas, e que enxerga o setor como um bom investimento para o futuro.

Os comentários foram feitos durante uma palestra sobre o futuro dos pagamentos digitais, algo que a Apple tem mostrado bastante interesse já há algum tempo. Além do Apple Pay, que é uma espécie de carteira digital, a empresa lançou em agosto o Apple Card, o cartão de crédito da marca que coloca a companhia como uma investidora séria no mercado de finanças.

De acordo com Dan Ives, analista do Wedbush Securities, o interesse da Apple no mercado de criptomoedas tem tudo para ser real, pois permitiria que a empresa criasse novas formas de monetizar seus consumidores. O investimento também estaria de acordo com a atual estratégia da companhia de aumentar seu faturamento no setor de serviços como forma de balancear a diminuição da procura por iPhones Hoje, o setor de serviços é responsável por um terço do faturamento da Apple, mas esse número tende a aumentar com o lançamento de iniciativas como o Apple TV+ e o Apple Arcade — streaming de séries e filmes "premium" e serviço de games hospedados na nuvem, respectivamente.

Além do Facebook, outra empresa ligada ao ramo digital que recentemente entrou no mundo das criptomoedas foi a Square, empresa de soluções financeiras de Jack Dorsey (que também é CEO do Twitter), que lançou em 2018 sua própria exchange de bitcoins. Em março deste ano, Dorsey revelou que estava contratando engenheiros para criar todo um ecossistema de criptomoedas dentro da empresa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: