Apple oferece bônus milionário para evitar 'debandada' para rival

·2 min de leitura
Apple está pagando bônus pesados ​​aos engenheiros, de acordo com relatório (REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)
Apple está pagando bônus pesados ​​aos engenheiros, de acordo com relatório (REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)
  • Bônus variaram de R$ 280 mil (US$ 50 mil) a R$ 1 milhão (US$ 180 mil)

  • Meta teria contratando 100 engenheiros da Apple nos últimos meses

  • Atitudes da Apple irritou alguns funcionários

A Apple está pagando bônus surpresa de até R$ 1 milhão (US$ 180 mil) para seus engenheiros de software, em uma tentativa de impedir que funcionários saiam para outras grandes empresas de tecnologia. Dentre elas, a Meta, controladora do Facebook, de acordo com um novo relatório. Alguns engenheiros da empresa foram informados de que receberiam os bônus na semana passada, segundo informações da Bloomberg. O problema é que nem todos os funcionários desta área estão recebendo os bônus - o que causou a irritação de alguns, de acordo com o veículo norte-americano.

Leia também:

Talentos escassos

A notícia chega no momento em que grandes empresas de tecnologia lutam por escassos talentos de engenharia no Vale do Silício, com a Meta supostamente contratando 100 engenheiros da Apple apenas nos últimos meses. A empresa controladora de Facebook e Instagram se dedica especialmente a contratar funcionários de realidade aumentada, inteligência artificial e engenharia de software e hardware, de acordo com a Bloomberg.

Motivos para permanecer

Até por isso, os bônus variaram em tamanho - indo de R$ 280 mil (US$ 50 mil) a R$ 1 milhão (US$ 180 mil), chegando na forma de unidades de estoque restrito. Ou seja, em concessões de ações, que em tese levam cerca de quatro anos para serem adquiridas integralmente. O que daria aos funcionários um motivo para permanecer na empresa por bastante tempo, em vez de abandonar o navio para a Meta, Google, Amazon ou outros concorrentes

Irritação dos funcionários

Além do fato de nem todos os funcionários terem sido ofertados com esse tipo de bônus, os planos de retorno aos escritórios relativamente apertados da Apple também causaram irritação - a empresa planeja exigir que retornem ao escritório pelo menos três dias por semana. Enquanto isso, Meta, Google, LinkedIn e outras empresas de tecnologia estão dizendo a muitos funcionários que eles podem trabalhar remotamente para sempre (em alguns casos, com cortes de salários).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos