Apple revela novo iPhone 14 com mensagens de emergência via satélite e Ultra Watch

Por Stephen Nellis

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple apresentou nesta quarta-feira uma série de novos modelos de iPhone 14 capazes de enviar um pedido de ajuda via satélite durante uma emergência e capacidade de detecção de acidentes.

Os modelos do iPhone 14 testarão a capacidade da Apple de arrancar dólares de sua base de clientes relativamente abastada, que continua gastando diante da inflação crescente, mas não está imune a uma economia enfraquecida.

O modelo iPhone 14 Plus terá uma tela maior como os modelos iPhone Pro da Apple, mas o mesmo chip de processador A15 do iPhone 13 anterior.

A empresa com sede em Cupertino, na Califórnia, também apresentou um trio de novos Apple Watches, incluindo um novo modelo Watch Ultra voltado para esportes radicais e mergulho.

O Ultra tem uma bateria maior para aguentar eventos como triatlo e melhor impermeabilização e resistência à temperatura para operar em ambientes externos, além de melhor rastreamento por GPS para esportes.

Os novos relógios incluem um modelo mais barato atualizado chamado SE e um relógio da série 8 com detecção de falhas e modo de baixo consumo de energia para 36 horas de duração da bateria.

A Série 8 com celular começará em 499 dólares e a SE começará em 299 dólares com celular. O Ultra, que inclui celular em seu modelo básico, custará a partir de 799 dólares e estará disponível em 23 de setembro.

A Apple disse que o novo relógio da Série 8 possui um sensor de temperatura que funcionará em conjunto com seu aplicativo de rastreamento de ciclo menstrual lançado anteriormente para detectar retroativamente quando uma pessoa começou a ovular.

A empresa enfatizou a abordagem de privacidade de seu rastreamento de ciclo. Dados de privacidade e saúde reprodutiva tornaram-se um foco para empresas de tecnologia após uma decisão da Suprema Corte dos EUA que acabou com o direito constitucional ao aborto nos Estados Unidos.

A Apple disse que não tem a chave para descriptografar dados de saúde, como rastreamento de ciclo.

Mas, embora acessórios como o Apple Watch tenham impulsionado as vendas incrementais da base de usuários existente da Apple, o iPhone continua sendo a base de seus negócios, com 52,4% das vendas em seu ano fiscal mais recente.