Apple tem vídeos vazados ensinando a fazer reparos caros

·2 minuto de leitura
Foto: Getty Images.
Foto: Getty Images.
  • Apple se envolve em nova polêmica com o vazamento de vídeos de instrução;

  • Nas imagens, a companhia ensina os assistentes técnicos a valorizarem peças originais da empresa, diminuindo o valor das de outros fabricantes;

  • Nos EUA, o movimento que defende a escolha dos usuários por peças independentes vem crescendo.

Atualmente, a Apple tem sido alvo de várias polêmicas e escândalos, como abusos, demissões e acusações de monopolização de mercado. Agora, a empresa norte-americana está novamente no olho do furacão. Em uma série de oito vídeos vazados, a companhia ensina assistentes técnicos a ter argumentos para convencer clientes a gastarem mais.

Os vídeos, direcionados aos profissionais de assistência técnica, orientam o uso de peças caras, quando há a possibilidade de se utilizar outras, mais baratas, no conserto dos aparelhos.

Leia também:

Obtidas por um site norte-americano, as imagens, que foram baixadas da plataforma da Apple por meio de um bug, mostram como os técnicos devem lidar com clientes preocupados em gastar altos valores no conserto de iPhones, iPads e computadores Mac.

Os vídeos enaltecem as “peças genuínas” da Apple, exagerando os defeitos e a suposta falta de qualidade das peças de outros fabricantes.

Segundo o site americano, as fábricas costumam produzir peças da Apple em grande quantidade, como as telas, que acabam indo para distribuidores independentes, tornando-se mais baratas do que nas lojas e nas assistências técnicas especializadas da companhia.

As imagens chamaram a atenção de entidades que defendem os direitos dos usuários de consertar seus próprios aparelhos.

O movimento ganha força nos Estados Unidos, e o presidente Joe Biden assinou uma ordem executiva para facilitar essas pessoas.

Diversos legisladores estaduais estão criando projetos que facilitem essa abordagem independente, tendo apoio de ambos os parlamentares democratas e republicanos.

As informações são do Tecmundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos