Aprenda como Carol Castro e Fernanda Gentil secaram a barriga após gravidez

Yasmin Setubal
·3 minuto de leitura
Carol Castro é mãe de Nina, hoje com 3 anos

Carol Castro.jpg

Carol Castro é mãe de Nina, hoje com 3 anos

Tem gente que ainda se pergunta como as atrizes retornam rapidamente à boa forma depois de terem bebês. Rô Nascimento, preparadora física especializada em diástase — condição que se caracteriza pelo afastamento da musculatura da barriga —, explica como se dá esse processo de adequação corporal após a gravidez e relembra experiências com alunas famosas, como Carol Castro, Débora Nascimento, Tainá Müller, Fernanda Gentil, Roberta Rodrigues, Juliana Alves e Aline Dias.

Só de a mulher estar com a barriga estufada, numa condição que não seja normal, já se torna um motivo para começar um trabalho de fortalecimento dos músculos do abdômen. Geralmente, as mulheres recorrem às cintas de tecido após o parto, o que é tratado como um problema por Rô.

— É uma das piores coisas que a gente pode fazer, porque eu deixo de usar a minha musculatura natural. Quando eu tiro a cinta, eu descubro que a minha barriga estufa novamente, então, eu preciso ativar a força dessa rede de músculos para que eu possa definitivamente fazer com que a minha barriga volte — explica a preparada física, que foi consultora o "Mamãe gentil", quadro exibido pelo "Esporte espetacular" na época em que Fernanda Gentil estava grávida.

O tempo para que o resultado venha, no entanto, pode variar, mas ela afirma que tem aluna que já vê uma diferença em quatro dias. Rô relembra quando atendeu Carol Castro e Débora Nascimento depois do nascimento de suas filhas. Ela classificou o processo das atrizes como o mais intenso, porque tinha poucos meses para fazer o corpo delas voltar ao normal.

— Eu e Carol vivemos momentos intensos, porque foi tudo muito rápido. Quando ela me chamou, eu tinha um prazo muito curto para recuperar, porque ela tinha prova de figurino na data X. Ela precisava voltar com a barriga, perder 16kg, continuar amamentando em livre demanda. Débora foi quase a mesma coisa, a gente tinha menos de três meses para eu fazer o corpo dela voltar ao que era antes — recorda.

A preparadora ainda garante que toda mulher é capaz de passar por esse processo de recuperação corporal, e aconselha que exercícios de fortalecimento da musculatura do abdômen sejam feitos antes de pensar em passar por uma gestação e após três dias do parto, contrariando a opinião de alguns médicos. Mas ela observa que as atrizes, por sofrerem uma pressão estética por conta do trabalho, se dedicam mais.

— Todas as atrizes que me procuraram me falaram assim: "Rô, eu estou procurando você porque eu não quero abrir mão da maternidade. Eu não quero deixar de amamentar, de ter esse contato com o meu filho, e eu não quero me render aos tratamentos estéticos que a gente está acostumado a ver". O grande diferencial delas em comparação com as outras é que elas têm um porquê maior por conta do compromisso com o trabalho — comenta Rô.

Exercícios passados na terapia pélvica e respiratória são alguns dos que estão incluídos em todo esse processo. Para esclarecer todo essa dinâmica, Rô organizou a Maratona Diástase Sem Tabu, que será transmitido virtualmente dos dias 1 a 5 de novembro no Youtube, Instagram e Facebook.