Aquim volta ao Leblon em casa com ares londrinos e lança novos produtos

·2 minuto de leitura

A mudança de endereço da boutique Q Chocolates, da Aquim, é recente, não soma uma semana, mas o projeto de dar uma mexida na marca, que completou três décadas, foi ganhando corpo ao longo da pandemia, quando as festas minguaram (e o bufê saiu de cena) e a loja de Ipanema fechou. Unidos em tudo que fazem, Luiza (mãe) e os filhos Rodrigo, Rafael e Samantha, além de escreverem juntos o livro sobre o Chocolate Q e a saga do cacau baiano, passaram meses pesando e medindo a mudança para um ponto novo. O antigo prédio que abrigou o Colégio Saint Patrick’s, no Leblon, agora retrofitado e com nove lojas voltadas para a Rua Rainha Guilhermina, foi o local escolhido.

Tudo é homemade, da decoração do salão (de forte inspiração inglesa) às embalagens dos 120 produtos da marca (latas, caixas, pacotes, barras) com estampas de flora e fauna das regiões cacaueiras do Brasil ilustradas pela própria Samantha. Seus desenhos decoram ainda a parede da área com mesinhas e sofá, reservada para um chocolate quente (melhor da vida), café ou desfrutar de alguns dos produtos da loja. “Nossa intenção é receber os clientes como se estivéssemos na nossa própria casa. Nada de pressa. Eu mesma atenderei pessoalmente a quem vier até aqui. Adoro explicar os produtos, todos têm uma bela história por trás”,

A linha de chocolates cresceu. Além das muitas barras com teor gradual de cacau (pode chegar a 95%), surgiram os recheados com castanha e laranja, banana ou goiaba. E ainda nasceu a linha de geleias Aquim. O clássico after eight serviu de inspiração para as pastilhas fininhas com laranja, as balas de chocolate puxa-puxa vêm em latinhas do tipo colecionáveis e os bombons com doce de leite que seduziram até o Papa Francisco, em visita ao Rio, em 2013, estão lá, colorindo os enxutos 55 metros quadrados de loja. Outra graça do lugar é uma tela pintada com um coração que lembra o fruto do cacau, um presente do pintor Paul Freud, bisneto de Sigmund Freud, filho de Lucien Freud, que reforça a sensação de que tudo ali são joias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos