Arábia Saudita se prepara para lançar candidatura à Copa do Mundo de 2030

·1 minuto de leitura

Depois de tentar adquirir o Newcastle, da Premier League, e investir pesado em tentativas de adquirir dreitos de transmissão de campeonatos internacionais, a Arábia Saudita planeja entrar ainda mais de cabeça no futebol. O país se prepara para lançar a candidatura a sede da Copa do Mundo de 2030, segundo o jornal "The New York Times"

O governo saudita contratou uma empresa de consultoria para estudar as possibilidades. O investimento no futebol faz parte de um planejamento governamental para que o país dependa menos da exportação de petróleo.

O país, alvo de críticas de organizações internacionais de direitos humanos pela acusação de envolvimento no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018, também enfrenta uma dificuldade logística. Precisará convencer a Fifa a alterar sua política de rotatividade de sedes pelos continentes, já que, em 2022, o Mundial também ocorrerá em um país do Oriente Médio, o Qatar.

Para contornar a dificuldade, o governo saudita mira em uma inédita parceria com um país de outro continente para sediar o torneio em conjunto. Espanha e Itália são alguns dos potenciais candidatos. A proposta envolveria convencer a Fifa a repetir a data de realização do torneio para o fim do ano, assim como acontecerá no Qatar.

O país aposta, também, na proximidade com o presidente da entidade, Gianni Infantino. Foi iniciativa dos sauditas a moção que levou a Fifa a levar a discussão a possibilidade de realizar o Mundial de dois em dois anos em vez do formato quadrienal atual.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos