Arábia Saudita vence Argentina em virada impressionante na Copa do Mundo

Lionel Messi durante partida da Argentina contra a Arábia Saudita na Copa do Mundo do Catar

Por Andrew Cawthorne e Shady Amir

LUSAIL, Catar (Reuters) - A Arábia Saudita protagonizou uma das maiores surpresas da história das Copas do Mundo ao vencer a Argentina por 2 x 1 na estreia no Grupo C do Mundial do Catar, com gols de Saleh Al-Shehri e Salem Al-Dawsari no segundo tempo, nesta terça-feira.

Os sauditas, em 51º lugar no ranking da Fifa, perdiam o jogo após cobrança de pênalti de Lionel Messi aos 10 minutos, mas Al-Shehri acertou um chute certeiro aos 3 minutos do segundo tempo, aproveitando falha da defesa argentina.

Os torcedores da Arábia Saudita entraram em delírio cinco minutos depois, quando Al-Dawsari fez ótima jogada e acertou um chute no canto superior para virar a partida.

A Argentina estava a caminho de igualar a invencibilidade recorde da Itália de 37 jogos, depois que Messi abriu sua quinta e última Copa do Mundo ao marcar um pênalti logo no começo.

Não fossem três gols anulados por impedimento, um de Messi e dois de Lautaro Martínez, a Argentina estaria sossegada no primeiro tempo, mas o jogo virou de cabeça para baixo após o intervalo.

Apesar de muita posse de bola, a Argentina não conseguiu penetrar na defesa da Arábia Saudita, que está em sua sexta Copa do Mundo, mas nunca havia vencido uma partida de estreia.

O jogo foi disputado em uma atmosfera extraordinária no Estádio Lusail, com a torcida tradicionalmente barulhenta da Argentina igualada pelos milhares de sauditas que cruzaram a fronteira para torcer por seu time.

"Nossa equipe realiza nossos sonhos!" e "Cadê o Messi? Nós o vencemos!", gritavam os sauditas de verde no estádio.

SONHO DE MESSI EM DÚVIDA

Ambas as equipes têm México e Polônia pela frente, com a Argentina precisando de uma reação imediata se Messi quiser ter uma chance realista de repetir Diego Maradona e levar para casa uma Copa do Mundo.

O resultado ressuscitou velhas dúvidas sobre a defesa argentina e quebrou sua incrível invencibilidade de 36 partidas.

Também ofuscou a façanha de Messi de se tornar o primeiro argentino a marcar em quatro Copas do Mundo em sua 20ª aparição no torneio. Apenas Maradona disputou mais partidas pela Argentina em Copa do Mundo, 21 ao todo.

"Isso dói muito. Estávamos sonhando em começar a Copa do Mundo com uma vitória", disse Martínez, companheiro de ataque de Messi. "Mas aconteceu e agora temos que treinar e pensar à frente."

"Perdemos este jogo por causa dos nossos próprios erros, principalmente na segunda etapa. Há detalhes que fazem a diferença e temos de corrigir os nossos erros."