Araçatuba: quadrilha usou 14 veículos e roubou outros oito em mega-assailto

·2 minuto de leitura
Veículos de luxo foram utilizados no crime - Foto: Reprodução
Veículos de luxo foram utilizados no crime - Foto: Reprodução
  • Criminosos utilizaram um total de 22 veículos no mega-assalto em Araçatuba

  • A Polícia Federal apreendeu os veículos, boa parte deles de luxo

  • Os carros haviam sido adaptados para a ação, inclusive um com buraco para armas de grosso calibre

Os números do mega-assalto ocorrido em Araçatuba, na madrugada da última segunda-feira, seguem impressionando. De acordo a polícia, a quadrilha responsável pelo crime utilizou um total de 22 veículos na ação.

Os dados foram divulgados pelo G1 nesta quinta-feira. Os criminosos chegaram à cidade em 14 veículos, todos blindados e a maioria de luxo – incluindo uma Porsche.

Leia também:

Durante a fuga, outros oito carros foram roubados. Todos os 22 foram apreendidos pela Polícia Federal, que assumiu a investigação do caso.

Em uma primeira análise, os agentes perceberam que alguns dos carros foram adaptados para utilização no crime. Um deles tinha um buraco na janela do passageiro para que os suspeitos pudessem atirar com armas de grosso calibre.

"O veículo é de grande porte. Possivelmente, eles deixaram um calibre .50, que é uma arma de guerra, fixado em um tripé. O buraco serve para colocar o cano arma para o lado de fora. Os bandidos conseguem atirar de dentro do carro. Eles ficam protegidos porque o veículo é blindado. Nós encontramos munições de .50, .762. e .556", explicou o capitão da PM Alexandre Tropaldi.

Um dos veículos foi adaptado para atirar com armas de grosso calibre - Foto: Arquivo Pessoal
Um dos veículos foi adaptado para atirar com armas de grosso calibre - Foto: Arquivo Pessoal

Os criminosos escaparam da polícia pela zona rural de Araçatuba. Os agentes, posteriormente, encontraram veículos abandonados entre os municípios de Bilac e Gabriel Monteiro.

Relembre o crime

Araçatuba, no interior de São Paulo, viveu madrugada de terror nesta segunda-feira (30). Uma quadrilha fortemente armada atacou três agências bancárias no centro da cidade. Três pessoas morreram, de acordo com a Polícia Civil: dois moradores e um dos criminosos.

Depois de atacar os locais, o grupo abordou pedestres e os fez de reféns. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram algumas vítimas sendo usadas como "escudo humano". Há também registros de tiros sendo disparados pelos criminosos, que também cercaram bases da Polícia Militar e viaturas.

De acordo com o G1, o grupo teria utilizado até um drone para monitorar a ação dos policiais. Entradas da cidade foram fechadas para dificultar o acesso de reforço policial ao local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos