Aracruz: Professora atingida por 7 tiros recebe alta e relata 'terror'

Sandra Guimarães dava aulas de História na escola Primo Bitti, alvo de um dos ataques do jovem de 16 anos, em Aracruz (ES). (Foto: Reprodução)
Sandra Guimarães dava aulas de História na escola Primo Bitti, alvo de um dos ataques do jovem de 16 anos, em Aracruz (ES). (Foto: Reprodução)
  • Professora atingida por 7 tiros no ataque às escolas de Aracruz recebe alta;

  • Sandra Guimarães passou por duas cirurgias nas pernas;

  • Ela agradeceu o apoio dos amigos, familiares e brasileiros que torceram por sua recuperação.

Uma professora atingida por sete tiros nas pernas no ataque às escolas de Aracruz, no Espírito Santo, teve alta nesta sexta-feira (2). Sandra Guimarães, 58 anos, dava aulas de História na escola estadual Primo Bitti e teve que passar por duas cirurgias.

"Estava naquele dia do terror. Tomei sete tiros, cinco na perna esquerda e dois na direita. Tive que passar por duas cirurgias. Estou com a perna um pouco dormente. Recebi alta hoje. Já estou me sentindo bem", relatou em vídeo enquanto aguardava a alta do Hospital Estadual de Urgência e Emergência São Lucas, em Vitória.

Sandra agradeceu aos profissionais de saúde que cuidaram dela e aos amigos e familiares por todo o apoio recebido. “[Estavam] o tempo todo em oração. O meu celular está cheio de mensagens, mas não consegui responder todas. O Brasil todo está em oração, me ajudando na recuperação”.

A sobrevivente irá dar continuidade aos cuidados necessários em casa.

Vítimas seguem internadas

Em boletim divulgado na manhã de hoje, a Secretaria de Estado de Saúde do Espírito Santo informou que quatro pessoas ainda estão hospitalizadas – duas professoras, um aluno de 11 anos e uma aluna de 14 anos. Uma delas está em estado grave.

O restante do ano letivo na escola Primo Bitti será concluído com aulas remotas. A decisão foi tomada após reuniões com professores, pais e alunos, já que “todos estão muito abalados com o ocorrido e sem condições de retornar ao local”.

Quem quiser ir presencialmente, tem essa opção. A partir da próxima semana, a unidade será aberta para ações de acolhimento.

O atentado ao colégio Primo Bitti e à escola particular Centro Educacional Praia de Coqueiral aconteceu na última sexta-feira (25). O atirador é um adolescente de 16 anos, encontrado no mesmo dia pela polícia. Quatro pessoas morreram e outras 12 ficaram feridas.

Linha do tempo do ataque à escola em Aracruz: