Áreas técnicas da Anvisa recomendam uso da Coronavac em crianças acima de 6 anos; decisão final ainda depende de votação

·1 min de leitura
Até agora, só vacina da Pfizer pode ser aplicada em crianças no Brasil (Foto: AFP / Andrej Ivanov)
Até agora, só vacina da Pfizer pode ser aplicada em crianças no Brasil (Foto: AFP / Andrej Ivanov)
  • Áreas técnicas da Anvisa recomendam uso da Coronavac em crianças acima de 6 anos

  • O pedido feito pelo Instituto Butantan solicita autorização para crianças acima de 3 anos

  • Diretoria Colegiada da Agência irá anunciar sua decisão nesta quinta-feira (20)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) avalia nesta quinta-feira (20) o pedido de uso em crianças da vacina Coronavac. A Diretoria Colegiada está reunida desde 10h e a decisão final será anunciada ainda hoje.

As gerências técnicas foram favoráveis à aplicação da Coronavac em crianças com as seguintes condições:

  • Vacina deverá ser utilizada na faixa etária de 6 a 17 anos

  • A formulação deverá ser a mesma daquela aplicada em adultos

  • Serão duas doses em um intervalo de 2 a 4 semanas

  • O imunizante não poderá ser aplicado em crianças imunocomprometidas

A solicitação do Instituto Butantan foi para crianças a partir de 3 anos.

Ao falar sobre a segurança das vacinas já aprovadas no Brasil, a diretora Meiruze Freitas afirmou que "não há nenhuma vacina experimental sendo aplicada na histórica campanha de vacinação do Brasil. As pessoas não são cobaias".

O pedido, feito no dia 15 de dezembro de 2021, foi o segundo feito porque o primeiro, apresentado em julho, foi analisado e negado em função da limitação de dados dos estudos apresentados naquele momento.

A CoronaVac está autorizada para uso no Brasil para pessoas com 18 anos de idade ou mais, desde o dia 17 de janeiro de 2021.

Atualmente, apenas a vacina da Pfizer tem autorização para ser aplicada na faixa etária de 5 a 12 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos