Argentina dispara alerta para ameaça de bomba na sede da Presidência

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Alberto Fernández
    Político e advogado argentino, presidente da Argentina

FLORIANÓPOLIS, SC (FOLHAPRESS) - A Casa Rosada, sede da Presidência da Argentina, foi alvo de uma ameaça de bomba nesta quinta-feira (30), enquanto o mandatário Alberto Fernández cumpria uma agenda de reuniões com ministros, segundo divulgou o jornal Clarín.

Fontes oficiais informaram que o número de emergência da Polícia Municipal recebeu uma ligação alertando para a colocação de uma bomba, o que gerou o acionamento do protocolo de segurança.

O Esquadrão Antibomba da Polícia Federal foi enviado ao local e fez uma revista na Casa Rosada, que durou cerca de uma hora, sem encontrar nenhum artefato explosivo.

Segundo a Casa Militar, não houve evacuação já que foi dito, na chamada, que uma bomba seria plantada, e Fernández deu sequência às suas reuniões, ainda de acordo com o jornal argentino.

A Casa Militar detalhou ainda que a ligação veio da cidade de Olavarría, na província de Buenos Aires. Segundo o órgão, não é comum receber ameaças do tipo contra a sede do governo nesta época do ano, embora a prática seja comum em outros períodos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos