Argentina ultrapassa 4 milhões de casos de Covid

·1 minuto de leitura
Trabalhador de saúde manipula teste contra a covid-19 em um hospital na Argentina, em 13 de abril de 2021

A Argentina superou 4 milhões de casos de covid-19 nesta terça-feira (8), ao somar 31.137 novas infecções nas últimas 24 horas, com 722 mortes em um dia, um dos piores registros no país sul-americano, que está entre os mais atingidos pela pandemia.

No total, desde março de 2020, a Argentina acumula 4.008.771 casos e 82.667 mortes, em uma população de 45 milhões de habitantes.

A ocupação de leitos em terapia intensiva continua elevada, na ordem de 79,1% em todo o território e 77,3% na Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA), a mais populosa, com 15 milhões de habitantes.

A Argentina tenta acelerar sua campanha de vacinação, juntamente com restrições sanitárias às atividades de moderadas a rígidas, que se alternam a cada 15 dias.

Nesta terça-feira, chegou a Buenos Aires um primeiro lote de 300 litros do princípio ativo da vacina Sputnik V, com o qual terá início a produção local acordada com o governo russo, informou o Ministério da Saúde.

Um total de 81.850 doses do primeiro componente da Sputnik V e 400.000 doses do segundo componente também chegaram.

Até o momento, foram recebidas 19 milhões de vacinas, das quais 17,8 milhões de doses foram distribuídas e 14,6 milhões, aplicadas.

dm/nn/lda/ap/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos