Argentino condenado por estuprar criança de 9 anos é preso na Barra da Tijuca, no Rio

A Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prenderam, na tarde desta segunda-feira, um cidadão argentino condenado por estuprar uma criança de 9 anos no país natal. O homem, que trabalhava no Brasil como cozinheiro, foi localizado pelos agentes na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com a PF, o nome do preso constava na lista de Difusão Vermelha da Interpol por solicitação da Justiça da Argentina. Com base nas informações fornecidas, o pedido de prisão preventiva para fins de extradição foi formulado pelo Escritório Central Nacional da Interpol em Brasília.

Um mandado de prisão específico foi, então, expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), como de praxe em casos semelhantes. Ainda segundo a PF, o estrangeiro será, agora, ao sistema prisional do estado do Rio, onde aguardará a extradição definitiva para a Argentina.

A prisão foi realizada por policiais federais do Núcleo de Cooperação Policial Internacional (Interpol/PF/RJ) e do Núcleo de Capturas Internacionais da Polícia Federal (Nucint/Interpol/PF), bem como da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A identidade do argentino não foi divulgada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos