Argentinos fazem comentários racistas contra atletas da Arábia Saudita após derrota: 'Escravo'

Após a derrota da Argentina para a Arábia Saudita, na primeira rodada do grupo C, torcedores da seleção albiceleste fizeram comentários racistas contra os jogadores da equipe árabe. Em comentários publicados no Twitter, eles se referiram aos atletas adversários como "negros escravos".

Tabela da Copa do Catar 2022: Acompanhe os resultados de todos os jogos e a classificação

Agenda do dia: Veja os jogos de hoje da Copa do Mundo 2022

Entenda: Hostilidade de muçulmanos em relação aos homossexuais tem pouca base no Alcorão

"Perdemos contra o escravo do meu avô. Não pode ser", disse uma. "Messi queria dizer a ele: limpe as minhas chuteiras com sua língua negra de escravo", disse outra.

"Alguém tem uma bomba para a Arábia saudita por favor obrigado", disse outro perfil, pouco antes de acrescentar: filho da p****, escravo negro"

Esse não é o primeiro caso de racismo envolvendo a torcida argentina. Durante uma transmissão ao vivo, na terça-feira passada, em um dos principais canais esportivos da imprensa local, apoiadores da seleção albiceleste entoaram uma música com dizeres homofóbicos e racistas direcionados a jogadores da França, em especial a Kylian Mbappé.

Nesta terça-feira, a Argentina foi derrotada por 2 a 1 pela Arábia Saudita, de virada. Com o resultado, a seleção de Lionel Messi larga atrás no Grupo C e liga o alerta vermelho para não ser eliminada ainda na fase de grupos, o que pode acontecer já na próxima rodada. A segunda rodada do Grupo C está marcada para acontecer no próximo sábado, dia 26, e os hermanos entrarão em campo sabendo que se trata de uma partida de vida ou morte. Se perder para os mexicanos, a Argentina estará matematicamente eliminada.