Ariadna, Diego Alemão e mais: relembre os ex-BBBs que já tentaram carreira política

A lista de ex-participantes do "Big Brother Brasil" que já tentaram carreira política, que já era grande, cresceu ainda mais em 2022. Ex-brothers e sisters souberam pedir votos dentro do jogo e também fora dele. Apesar disso, a maioria deles não obteve sucesso em suas disputas eleitorais.

Esse ano, Ariadna Arantes (do "BBB"11), Adrilles Jorge ("BBB"15) e Elis Nair ("BBB"17) tentaram uma candidatura na política. Nenhum deles, no entanto, foi eleito. Relembre quem mais já tentou e veja os desfechos.

Diego Alemão

Vencedor do "BBB 7", ele tentou se eleger como deputado federal do Rio de Janeiro em 2014, filiado ao PV. No entanto, ele não foi eleito.

Kléber Bambam

Assim como na participação da 13ª edição, Bambam, que venceu o primeiro "BBB" desistiu da candidatura a deputado estadual por São Paulo, em 2014, antes de ir para as urnas, filiado ao PRB.

Adriano Didi

O artista plástico, considerado o vilão da primeira edição, filiou-se ao DEM para concorrer a vaga de vereador em Salvador em 2008. Ele também não foi eleito.

Rodrigo Cowboy

Vencedor da segunda edição, ele já tentou repetir o feito da vitória também nas urnas, mas não teve a mesma sorte e não se elegeu vereador em Ribeirão Preto em 2008, filiado ao PR.

Cida Santos

Vencedora do “BBB 4”, ela se candidatou a vaga de deputada federal do Rio de Janeiro pelo PTB em 2014. Também não foi eleita.

Dhomini

O vencedor do “BBB 3” tentou a sorte nas urnas primeiro no cargo de vereador em 2004 em Goiânia, pelo partido Prona, mas não foi eleito. Depois se lançou como deputado estadual de Goiás em 2010, filiado ao PR, mas desistiu das eleições antes da votação.

Pink

Do “BBB 5”, Pink tentou uma vaga de vereadora por três vezes em Recife e não se elegeu em nenhuma: 2008, 2012 e em 2016. Ela era filiada ao PSC na última eleição que participou.

Dilson

Ex- “BBB 3”, lembrado por ser o primeiro participante a desistir do reality, ele tentou uma vaga de deputado estadual pelo Mato Grosso do Sul em 2010, mas não foi eleito.

Priscila Pires

Do “BBB 9”, ela se filiou ao PTdoB para se candidatar a vereadora em Campo Grande em 2012, mas desistiu do pleito depois que seu filho Gabriel nasceu.

Carlão

Participante da sexta edição, ele foi candidato a vereador em São Bernardo do Campo pelo DEM em 2008, mas não se elegeu.

Jean Wyllys

Participante mais bem sucedido na política, o vencedor do "BBB 5" foi eleito deputado federal do Rio de Janeiro por três vezes, em 2010, 2014 e 2018. Filiado ao PSOL. Em 2019, Jean renunciou ao cargo após declarar que estava sendo ameaçado de morte.

Alberto Cowboy

Ex-brother do “BBB 7”, ele se lançou na política um ano após a sua participação, em 2008, como vereador pelo DEM em Belo Horizonte. Não foi eleito.

Serginho

Candidato pelo PSD ao cargo de vereador de São Paulo em 2012, ele participou do "BBB 10" e não foi eleito.

Dicésar

Também do “BBB 10”, Dicesar tentou o cargo de vereador em São Paulo em 2016 pelo PMDB, e também não foi eleito.

Daniel Rolim

Do “BBB 11”, ele foi candidato a vereador pelo PR de Recife em 2012, mas antes da votação, retirou a sua candidatura.

Fael

Em 2014, depois de ter ganhado o “BBB 12”, tentou vencer também na carreira política se candidatando ao cargo de deputado estadual pelo Mato Grosso do Sul. Mas não teve a mesma sorte.

Maria Melilo

A vencedora da 11ª edição se lançou na política em 2014 almejando o cargo de deputada estadual por São Paulo pelo PSC, mas não foi eleita.

Diego Grossi

Ele esperou dois anos após sua participação no “BBB” para se candidatar a um cargo público. Pelo PRP, em 2016, lançou-se como vereador do Rio de Janeiro, mas não foi eleito.

Cézar Lima

Vencedor do “BBB 16”, Cézar não esperou nem o prêmio esfriar para poder se candidatar a vereador de Curitiba, pelo PV. Ele, no entanto, não foi eleito. Saiu também como deputado federal no Paraná em 2018, e não conseguiu chegar ao Congresso Nacional.

Rômulo

Do “BBB 17”, Rômulo tentou um cargo político antes de entrar na casa. Em 2010 foi candidato a deputado distrital do Distrito Federal pelo PSB, mas obteve 1.073 votos e não foi eleito.

Adrilles Jorge

Ex-participante do "BBB 15", concorreu em 2022 a deputado federal por São Paulo pelo PTB. No entanto, não foi eleito.

Ariadna

Candidata pelo PSB, ela enfrenteu Adrilles diretamente, já que também buscou a vaga de deputada federal por São Paulo em 2022. Os 4.885 votos obtidos não foram o bastante para concluir a missão com sucesso.

Elis Nair

Candidata pelo Distrito Federal, assumiu o nome "Elis BBB" para as eleições. Não conseguiu se eleger em 2022.

Marcos Harter

Após ser expulso da décima sétima edição, tentou se eleger em 2018, como deputado federal no Mato Grosso, e em 2020 como vereador na cidade de Sorriso. Não foi eleito em nenhuma delas

Adélia Prado

Ex-participante do "BBB 16", tentou o cargo de deputada federal em 2018, mas também não foi eleita.

Daniel Fontes

Ex-brother do "BBB 17", ele disputou cargo na Câmara de Ferraz de Vasconcelos, no interior de São Paulo, em 2020.

Ilmar Mamão

Também da décima sétima edição, o ex-participante disputou vaga política nas eleições de 2018 e 2020, como deputado federal e vereador.

Mara Telles

Ela participou do "BBB 18" e concorreu os dois últimos pleitos. No ano em que saiu do reality, como deputada estadual e, em 2020, vereadora.

Tereza Souza

Após ter integrado o elenco do "BBB 19", no ano seguinte a ex-BBB concorreu como vereadora de Arcoverde, município de Pernambuco.

Marcelo Zagonel

Do "BBB 14", ele foi candidato nas últimas eleições municipais, concorrendo a cadeira na Câmara dos Vereadores de Curitiba, no Paraná.

Emanuel Milchevski

No Sul do país, o catarinense Emanuel Milchevski (DEM) foi eliminado no quinto paredão do "BBB 9". Mais de dez anos depois, entrou na corrida para uma das vagas de vereador em São Bento do Sul, em Santa Catarina. Por lá, 133 pessoas votaram no ex-brother.

Vanderson Brito

Expulso do programa, na edição 19, Vanderson se candidatou em 2020 como vereador em Rio Branco, no Acre. Não foi eleito.