Arlindinho fecha o ano com chave de ouro com paternidade e novo disco

Naíse Domingues
Paternidade e novo disco fazem Arlindinho fechar o ano com chave de ouro

No último dia 29, Arlindinho Cruz lançou seu primeiro álbum solo de estúdio. Intitulado “Arlindinho Cruz – Nome e sobrenome”, o disco traz como carro- chefe a música “Filho meu”, em homenagem ao caçula do cantor, que nasceu em agosto deste ano. A canção dá o tom das 14 faixas do projeto, com mensagens de valorização da família e mostrando o amadurecimento musical do sambista, que está cheio de motivos para sorrir.

Arlindinho, que já era pai de Maria Helena, de 6 anos, conta que a canção dedicada ao seu filho, uma das suas composições mais bonitas, segundo ele, deu maior segurança para que o sambista investisse ainda mais em sua veia compositora:

— Eu sonhei com meu pai cantando essa música pra mim e, quando eu acordei, terminei o refrão. Acredito que tenha sido um presente da espiritualidade, algo enviado de Deus pra mim — lembra ele, que além da homenagem para o filho, traz neste disco uma parceria inédita com a mãe, Babi, na faixa “Seja feliz”.

O talento herdado para o partido-alto mostra que o cantor tem tudo para seguir os passos do pai e se consolidar como um dos grandes nomes do samba brasileiro. Ele demonstra, no entanto, que pretende deixar o seu próprio legado ao apresentar faixas que enaltecem o momento atual de sua vida pessoal, como essa sua relação com a paternidade.

A ligação afinada entre o artista e a família, aliás, sempre se refletiu diretamente em sua carreira. O projeto “Pagode 2 Arlindos”, que o cantor tem em parceria com o pai, Arlindo Cruz, já sinalizava que o músico carregava uma bagagem herdada do veterano, mas com uma marca de sua personalidade própria.

Novo álbum

Apesar de ter dado continuidade ao projeto mesmo após o pai ter ficado doente, Arlindinho fez uma pausa nos shows para trilhar o seu caminho individual. Com seu primeiro álbum solo de estúdio, ele espera mostrar ao público sua própria cadência no samba.

Além de reforçar sua origem familiar e musical, o novo trabalho reforça para seus fãs o seu talento como compositor. Uma outra faixa que leva sua assinatura no disco é “Projeto”.

— Essa canção é o “start” da minha carreira. É um CD pensado para valorizar minha obra, mostrar meu lado autor e coisas novas que eu quero propor. Tem meu lado melódico e também músicas que têm a ver com o que estou vivendo. É meu jeito de fazer um samba tradicional com temas atualizados — analisa o cantor.

Planos para 2020

Trabalhando na divulgação do novo trabalho, Arlindinho revela que não abre mão de comemorar as festas de fim de ano ao lado do clã. Com os dois novos membros da família Cruz, o pequeno Antônio Candeia — nome escolhido em homenagem ao sambista Candeia — e Ridan, filho de sua irmã Flora, que nasceu em maio, ele pretende manter a tradição de confraternização e união com seus parentes:

— Nosso Natal vai ter a família reunida, todo mundo lá em casa, fazendo aquela ceia bacana e cantando samba. Só que agora, eu é que canto para o meu pai minhas músicas novas, como ele fazia antigamente com a gente.

Além de encerrar o ano com uma agenda lotada de shows no mês de dezembro, em paralelo à divulgação do disco mais recente, Arlindinho revela que, para o próximo ano, pretende gravar um DVD ainda no primeiro semestre, trabalho que vai tomar todo o seu 2020.

— Esse próximo trabalho deve incluir tudo o que tem nesse último CD, mas também sucessos de outros artistas e amigos que eu gosto de cantar sempre — antecipa o sambista.

Feliz Ano Novo pra ele!