Armário-cápsula otimiza looks e evita desperdício: aprenda a montar

·3 minuto de leitura

Quem nunca abriu o guarda-roupa, encontrou ele lotado e pensou que não tinha nada para usar? Isso não acontece por falta de opção, mas por excesso de peças que já não são tão aproveitadas. A solução para isso pode ser o armário-cápsula.

O conceito se popularizou nos últimos tempos por ser uma forma de moda sustentável, que visa reduzir o consumismo, economizar tempo e espaço e maximizar o uso de todas as peças do armário, com itens versáteis, atemporais e de qualidade, criando harmonia entre elas. A consultora de moda Larissa Freitas, do blog Outbloom, explica que a proposta é fazer mais combinações com menos itens.

— Teoricamente, 40 peças é um ótimo número, mas não funciona para todo mundo. O ideal é que o processo seja leve e intuitivo. Pense bem nas suas escolhas e não se prenda a um número específico, mas sim na combinação de peças e adaptação dos looks entre estações —orienta.

Segundo a especialista, o segredo é ser capaz de analisar o que já não gosta tanto e desapegar das peças “indesejadas” periodicamente.

— É importante fazer uma limpeza no armário antes de adaptá-lo para esse formato. Se não usou algo durante um ano, talvez seja hora de desapegar dessa peça. Lembre-se de que a cada peça nova adquirida uma antiga deve ser retirada. Assim, você rotaciona suas roupas e faz novas combinações.

A consultora de moda diz que a escolha das peças deve respeitar estilo e personalidade, biotipo e cartela da coloração pessoal, mas sem medo de arriscar.

— Não é necessário montar um armário completamente neutro. Estampas, texturas e cores são bem-vindas se fizerem parte da sua essência. Com os acessórios certos, várias composições de looks podem ser feitas com as mesmas peças e serem utilizadas em todas as estações — encoraja Larissa.

Para quem ainda assim pretende apostar em cores básicas e “certeiras”, ela ensina quais as peças mais importantes de se ter no guarda-roupas para que funcionem na temporada primavera/verão e outono/inverno.

— Tanto para mulheres quanto para homens, as melhores peças a serem adotadas em qualquer estação são t-shirts, jeans, jaquetas, blazers e tênis, além do vestido midi para as mulheres, com meia calça nos dias frios, por exemplo. Dá para criar looks incríveis com peças mais básicas, apenas adicionando uma sobreposição ou acessórios para deixá-los mais interessantes visualmente.

A consultora ainda orienta a montar um formato cápsula mais variado para homens e mulheres, com peças-chave para cada gênero.

— Para o público feminino, recomendo ter um vestido fresco e confortável, um midi, um preto, um macacão neutro, t-shirt branca, algumas camisetas e regatas básicas, uma camisa branca, um short de alfaiataria, uma saia midi, jeans, calça flare ou reta, um cardigã, uma jaqueta, um trench coat, um blazer, um suéter, um lenço ou echarpe, tênis confortáveis, uma sandália aberta sem salto e uma com salto, podendo ser um scarpin e botas de cano longo, como as de montaria — detalha Larissa.

Para os homens, dá para otimizar ainda mais nas escolhas.

— As peças escolhidas podem ser uma camisa social branca, camisetas básicas, t-shirt neutra, suéter, jeans, calça escura de sarja ou alfaiataria, uma bermuda neutra clara, um blazer, uma jaqueta, um casaco mais quentinho para dias frios, tênis confortáveis e um sapato social — orienta a especialista.

*O EXTRA e o Shoptime mantêm uma parceria comercial, que não interfere no conteúdo de nossas reportagens. Os preços mencionados podem sofrer variação, e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos