Arménia e Azerbeijão discutem a paz no Nagorno-Karabah

A capital da Geórgia, Tblisi, serviu de palco este sábado ao primeiro encontro bilateral entre os chefes da diplomacia da Arménia e do Azerbeijão após o conflito de 2020 sobre o controlo da região de Nagorno-Karabakh.

O encontro decorreu no âmbito de um acordo alcançado em maio sob mediação da União Europeia cujo objetivo seria alcançar um tratado de paz duradoura.

Na sexta-feira o presidente do Azerbeijão, Ilham Aliyev, afirmou esperar resultados concretos.

Antes do encontro ministros da defesa de ambos os países acusaram-se mutuamente de terem iniciado tiroteios ao longo da fronteira.

Em 2020 seis semanas de combates resultaram em mais de 6,500 mortos.

O conflito terminou com a intervenção da Rússia e com a Arménia a ceder vastas áreas que controlava desde há décadas.

A região de Nagorno-Karabakh, cuja maioria da população é de origem arménia, separou-se do Azerbeijão após o colapso da União Soviética em 1991.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos