Spielberg sai em defesa da experiência de ver filmes nas salas de cinema

Los Angeles (EUA), 21 abr (EFE).- O diretor Steven Spielberg inaugurou nesta sexta-feira o Universal Cinema, uma das salas tecnologicamente mais avançadas do mundo, e defendeu a experiência de ir ao cinema, apesar de já ter mostrado seu apoio a outras iniciativas no passado.

"Como cineastas, criamos filmes que convidam os espectadores a adentrar em outros mundos, mesmo que seja por um par de horas. No melhor dos casos, a experiência de ir ao cinema e a qualidade dele estão no mesmo nível que o filme que foram ver", declarou o cineasta.

"Estou feliz de estar hoje aqui na inauguração oficial do Universal Cinema, onde os espectadores têm a rara oportunidade de ver os filmes no mesmo lugar onde são rodados", acrescentou o diretor em referência à localização desse cinema, situado a poucos metros dos estúdios da Universal.

Há um ano, Spielberg expressou seu apoio a um polêmico projeto, conhecido como "Screening Room", que pretende alugar filmes para levá-los a domicílios particulares no mesmo dia de sua estreia nos cinemas.

Essa iniciativa, ainda em desenvolvimento e impulsionada por Sean Parker, fundador de Napster, também recebeu o apoio de cineastas como Peter Jackson, J.J. Abrams, Brian Grazer e Ron Howard. EFE