Arquibancada do Pacaembu é parcialmente demolida

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 28-04-2022: O estádio do Pacaembu, na zona oeste da cidade,  abre espaço temporário de eventos. Na foto a montagem da tenda onde aconteceram as atrações. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 28-04-2022: O estádio do Pacaembu, na zona oeste da cidade, abre espaço temporário de eventos. Na foto a montagem da tenda onde aconteceram as atrações. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As arquibancadas do estádio do Pacaembu, que fica na região central de São Paulo, estão sendo parcialmente demolidas. O local é tombado nos órgãos de preservação estadual e municipal.

Segundo a concessionária Allegra, atual administradora do conjunto arquitetônico inaugurado nos anos 1940, as obras visam a ampliação dos banheiros e a criação de camarotes, de um espaço para eventos e de uma área de alimentação, além de dar mais acessibilidade ao público com deficiência ou mobilidade reduzida.

O plano foi apresentado à prefeitura, ao Conpresp e ao Condephaat (os conselhos responsáveis pela preservação no município e no estado, respectivamente).

"As arquibancadas laterais serão reconstruídas com a mesma geometria das originais, conforme projeto aprovado pelos órgãos de preservação do patrimônio histórico e nas secretarias municipais", diz nota da Allegra. Haverá mudanças na parte estrutural do conjunto e nas fundações.

Paulo Coutinho, o engenheiro responsável pelas obras, disse que existe preocupação em se preservar a identidade do estádio. As obras de "reforma, restauro e modernização" foram iniciadas em junho de 2021 e preveem um edifício de nove andares onde antes ficava a arquibancada conhecida como tobogã, que foi inteiramente demolida.

No projeto do edifício divulgado pela Allegra, está previsto ainda um hotel, um centro de eventos e convenções para até 9.000 pessoas e um estacionamento subterrâneo.

Também haverá a criação de um centro de medicina esportiva e restaurantes. A concessionária prevê investir mais de R$ 400 milhões, prometendo "um Pacaembu mais aberto, democrático, inclusivo e plural."

Segundo a Secretaria de Governo da Prefeitura de São Paulo, o projeto apresentado pela concessionária foi devidamente aprovado pelo Conpresp e se encontra sob análise do Condephaat. "Também estão previstas novas passagens de circulação nas arquibancadas, para melhorar o aproveitamento do espaço e controle de fluxo, especialmente em dias de operação do estádio".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos