Arte em homenagem a Genivaldo viraliza: recurso para 'manifestar indignação' diz o autor

Em meio à comoção e protestos contra a morte de Genivaldo de Jesus Santana, morto nesta quarta após abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Umbaúba (SE), uma arte que traz o rosto da vítima com as palavras "Justiça por Genivaldo" viralizou nas redes sociais. O criador da imagem é o ilustrador Cristiano Siqueira, de 42 anos, que decidiu usar seu trabalho como uma ferramenta de manifestação e de questionamento à violência policial.

- O sentimento ao ver o vídeo foi de horror, de indignação, de impotência. Um misto de sentimentos ruins. Não é o primeiro caso de violência policial que resulta em morte, infelizmente sinto que não será o último. A ideia de transformar em arte é pra oferecer algum recurso pra que outras pessoas possam manifestar sua indignação e não normalizar o absurdo --explicou Siqueira, que mora em São Paulo, e já fez, anteriormente, outras "charges críticas" de violência policial, como no caso do massacre do Jacarezinho, do atentado no baile funk de Paraisópolis, e no assassinato de Evaldo dos Santos , alvejado com 80 tiros por soldados do Exército. - Não temos pena de morte no Brasil e suspeitos não devem ser executados.

Ilustrador há 18 anos, Siqueira passou a criar trabalhos com temas políticos a partir de 2016. Dois anos depois, integrou o coletivo Design Ativista, que abordava questões como violência policial. Desde então, ele se divide entre as artes de protesto e o seu trabalho para o mercado editorial.

Na manhã desta quinta, quando estava lendo sobre a morte de Genivaldo, Siqueira viu na internet que a data- 25 de maio - foi a mesma da morte de George Flyd, cujo assassinado gerou repercussão mundial. Mais um fator que incentivou a criação da ilustração.

- Ambos tiveram uma morte trágica envolvendo excesso de violência policial, ambos por asfixia. Foram muitas coincidências - disse Cristiano Siqueira.