Arthur Aguiar: 'A galera que não conseguiu influenciar no resultado do BBB continua tentando influenciar minha vida'

Desde sua participação no “BBB 22”, de onde saiu como grande vencedor, Arthur Aguiar se destacou por contar com uma torcida apaixonada - apelidada de “padaria” durante o programa - e também por receber muitas críticas nas redes sociais, seja por sua postura na casa de Curicica, seja por seus trabalhos lançados pós-BBB.

Arthur Aguiar pretende lançar novas músicas antes de remarcar turnê: ‘Quero reaquecer o público’

Arthur Aguiar viaja para Nova York para apresentar palestra: ‘Vou fazer um 360 na minha vida inteira’

Em cartaz nos cinemas com o filme infantil “Pluft, o fantasminha”, de Rosane Svartman, Arthur fala ao GLOBO sobre a relação com fãs e haters:

— Existem muito mais pessoas que gostam de mim, mas os haters fazem muito barulho. Então, dão a falsa sensação de que são a maioria. Porque eles falam o tempo todo, sem parar, repetindo as mesmas mensagens de ódio, inventando fake news. As pessoas que desejam o bem não vão ficar ali mandando a mesma mensagem 100 mil vezes. Já as pessoas que desejam o mal são incansáveis, mas isso diz muito mais sobre elas. Não entendo porque existem pessoas que só querem ver o outro se sentir mal.

Arthur Aguiar: entenda o que é a hérnia inguinal, motivo da cirurgia de urgência que levou cantor a adiar turnê

Focado na carreira musical, Arthur questiona quem aponta que sua atual empreitada na música já tenha fracassado, e destaca as mais de 10 milhões de reproduções de “Casa revirada” no Spotify.

— Essa galera que não conseguiu influenciar no resultado do “BBB” continua tentando influenciar no resultado da minha vida — conta o cantor e ator de 33 anos. — Acontece hoje o que aconteceu no programa. Enquanto os haters ficavam falando na internet, o meu público ficava votando.

'Pluft, o fantasminha': Sucesso nos palcos chega aos cinemas com filme 3D cheio de efeitos

Arthur destaca que já tinha uma boa experiência com os fãs por conta da participação em “Rebelde”, mas que o nível de engajamento e interação aumentou muito com o “BBB”. Ele, inclusive, tem pensado em alternativas para entregar aos fãs uma experiência parecida com a que viveram durante sua presença no programa.

— Queria ter alguma maneira de conseguir estender o acompanhamento que as pessoas tiveram na minha vida com o BBB — diz o cantor. Ele aponta que pensou até em pedir para o videomaker que trabalha com ele para filmá-lo de surpresa, sem ele saber, mas que tem dúvidas se isso soaria natural. — As pessoas comentam muito que querem me ver mais, mas ainda não cheguei nessa resposta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos