Arthur Lira usou dinheiro público para comprar gado, diz PF

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Arthur Lira é o candidato apoiado por Bolsonaro para assumir o comando da Câmara. (Foto: Reprodução/Facebook)

Candidato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao comando da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) é alvo de investigação da PF (Polícia Federal) pela suposta participação em um esquema de desvio de dinheiro público na Assembleia Legislativa de seu estado.

De acordo com o jornal O Globo, um relatório da Operação Taturama aponta que Lira comprou duas fazendas em Pernambuco por R$ 3,8 milhões, entre 2005 e 2007.

Leia também

A Justiça absolveu Lira em primeira instância das denúncias de peculato e lavagem de dinheiro, porém o parlamentar foi condenado em segunda instância por improbidade administrativa.

Lira está recorrendo no STJ (Superior Tribunal de Justiça). O Ministério Público apelou ao Tribunal de Justiça de Alagoas.

O candidato de Bolsonaro à Presidência da Câmara tem como principal adversário o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), aliado de Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual chefe da Casa. A eleição acontecerá em 2 de fevereiro.