Articulado da nova frota do BRT é vandalizado na Zona Oeste do Rio: 'Não há recurso pago que aguente', diz prefeito

Um articulado da nova frota do BRT foi vandalizado na Zona Oeste do Rio nesta sexta-feira, segundo a companhia Mobi-Rio. O ônibus, que fazia a linha 51 (Recreio x Vila Militar) no corredor Transolímpica, teve um ferro de sustentação ligado ao balaústre arrancado e furtado, Além disso, um retrovisor interno, próximo a uma das portas, também foi arrancado.

Segundo a empresa, esse é o terceiro articulado vandalizado na frota que começou a circular em 16 de dezembro. Na última quarta-feira, outro ônibus que fazia a linha 51 teve o banco furado, os assentos danificados e a borracha da janela puxada e rasgada. No mesmo dia, um homem chutou a porta e depois quebrou a tampa do sistema do equipamento de outro articulado.

De acordo com a Mobi-Rio, os reparos já foram realizados. A empresa explica que os consertos duram aproximadamente quatro horas, período em que os veículos ficam fora de operação e impactam a rotina dos passageiros.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou, há cerca de duas semanas, a criação de um perfil nas redes sociais para divulgar imagens de pessoas que vandalizam o BRT. No dia anterior à criação do perfil, o prefeito utilizou a sua rede para expor indignação com um vídeo em que um homem depreda um ônibus do sistema. Com o novo caso, desta vez na linha 51, Paes voltou a se manifestar:

— Dinheiro público não existe. Existe dinheiro do pagador de impostos. Seu dinheiro! Não há recurso pago por vocês que aguente tanto vandalismo por parte de alguns cariocas. Olha o que fazem esses... (hoje não vou adjetivar porque ia ficar feio): furto do balaústre e do espelho retrovisor da porta — lamentou Eduardo Paes no Instagram.

O perfil, chamado de “Proteja o BRT”, já está disponível no Instagram, onde reuniu, em menos de uma hora, mais de 2.500 seguidores. No Twitter, o número é menor: 375 até a última atualização desta reportagem. Na descrição, em ambas as plataformas, o objetivo: “Perfil para desmascarar os inimigos do BRT. Denuncie aqui!”.

No post em que divulga o perfil de denúncia, o prefeito orienta a população a tirar foto ou gravar vídeo de quem destruir algum equipamento público e mandar o material por mensagem.