Articulador da lei do clube-empresa, Rodrigo Maia critica venda do Botafogo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Brazilian Lower House President Rodrigo Maia gestures during a meeting to discuss the pension reform bill at the National Congress in Brasilia, on April 3,  2019. - Brazil's president Jair Bolsonaro is trying to push through an
Deputado federal se manifestou nas redes sociais dizendo que clube foi "entregue de graça". Foto: (EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Torcedor assumido do Botafogo, o deputado federal licencidado Rodrigo Maia (sem partido), que foi um dos articuladores para que o projeto do clube-empresa fosse aprovado na Câmara dos Deputados, se manifestou contrário à venda do clube da estrela solitária à Eagle Holding, que foi anunciada na tarde da última sexta-feira.

Atualmente ocupando o cargo de secretário de projetos e ações estratégicas do governo de São Paulo, Maia usou sua conta oficial no Twitter para criticar a venda do Botafogo. Na publicação, ele diz que: "Entregaram o Botafogo de graça. Usaram a operação do Cruzeiro para fingir que há um bom negócio pro Botafogo. Engano forte. Vender o clube para um comprador em dólar ou euro é fácil. Uma promoção do Black Friday".

Leia também:

A venda do clube, que cedeu 90% das ações da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Botafogo por, aproximadamente, R$ 410 milhões tem como homem de frente o empresário americano John Textor, que também possui 18% das ações do Crystal Palace, equipe que disputa a primeira divisão da Inglaterra.

Anteriormente, o americano buscou adquirir participação na SAD (Sociedade Anônima de Desportos) do Benfica, clube comandado por Jorge Jesus, mas não teve sucesso no negócio. Ele também está próximo de comprar o RWD Molenbeek, clube que disputa a segunda divisão da Bélgica.

Rodrigo Maia, que criticou a negociação, foi um dos principais nomes na Câmara dos Deputados que enalteceu o projeto para os clube-empresa. Quando ainda era presidente da casa, entrou em contato com clubes para que o projeto fosse viabilizado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos