Artigo: 70 anos de uma história brasileira

·3 min de leitura

A telenovela brasileira, que completou 70 anos na última semana, é uma das expressões sociais e culturais mais fortes da nossa história. É também motivo de orgulho para tantas brasileiras e brasileiros que amam e valorizam nosso jeito único de ser e viver.

Desde seu surgimento, em 1951, a telenovela começou a fazer parte da vida da gente, criando uma grande conexão entre todos nós brasileiros. Ela tornou possível descobrir as paisagens, culturas e costumes tão diversos desse país de dimensões continentais. Através dela pudemos nos ver como parte de um todo, como parte de uma mesma comunidade.

A nossa telenovela também foi decisiva na construção de uma cumplicidade e sensibilidade coletivas. Compartilhar emoções nos aproxima. A forma como os brasileiros pensam os laços de amor, amizade, família e as relações humanas mais essenciais passa muito pelo jeito como nossas histórias foram e ainda são contadas pelos talentos da nossa dramaturgia. A telenovela também reflete o país que somos e queremos ser. Ela é janela e espelho.

Através da enorme diversidade de tramas a que assistimos pelas nossas telas, pudemos também reconhecer os principais desafios que a realidade brasileira trouxe ao longo desses 70 anos. Isso, inclusive, muitas vezes mexeu ou alterou a nossa própria noção de cidadania. Não foram poucos os temas difíceis e sensíveis que vieram à tona: clonagem humana, eutanásia, doação de órgãos, dependência química, racismo, homoafetividade, machismo, feminicídio, crise ambiental, assim como tantas outras questões que foram amplificadas e viraram conversas relevantes para toda a sociedade.

A nossa telenovela também foi um motor da criatividade e originalidade de artistas brasileiros. Talentos de diversas áreas como teatro, cinema, música popular, artes plásticas e literatura passaram a contribuir para o universo das telenovelas, ampliando o alcance de suas obras e se aproximando cada vez mais do público. Podemos, de certa forma, dizer que a telenovela é uma das melhores sínteses sobre o que é a cultura brasileira. Não é à toa que somos reconhecidos em boa parte do mundo por essas produções. A telenovela brasileira tem cumprido um dos papéis mais importantes de promoção e expansão da nossa produção cultural internacionalmente. O que dá orgulho para quem faz e para quem vê.

Desde 1965, quando levamos ao ar as primeiras novelas da Globo, buscamos na sensibilidade e na qualidade uma forma de construir uma relação forte e verdadeira com as pessoas. Sempre conectamos grandes talentos para contar da melhor forma histórias que emocionam, divertem e contribuem para a educação e o progresso da nossa sociedade. Temos um compromisso de criar histórias sempre de forma ética e sintonizada com os desejos dos brasileiros. Esse é um gênero democrático e de todos nós. Celebrar seus 70 anos é celebrar a riqueza e a diversidade do nosso jeito de ser. É uma chance de a Globo reforçar o seu compromisso de sempre ser um lugar que acolhe, conversa, entende e valoriza quem somos. E que continuará, nas próximas décadas, a busca por contar histórias que possam iluminar o nosso passado, valorizar o nosso presente e ajudar na construção do melhor futuro possível para as pessoas.

Viva a cultura brasileira, viva a telenovela e seus 70 anos de história.

Paulo Marinho é diretor de Canais da Globo e assumirá a presidência executiva da empresa em fevereiro de 2022

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos