Artista venezuelana-brasileira publica na França romance gráfico sobre influência de Frida Kahlo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

“Ce que Frida m‘a donné” (“O que Frida me deu”, em tradução literal) é o título do romance gráfico, escrito e ilustrado por Rosa Maria Unda Souki. A obra, publicada na França, é a primeira experiência da artista plástica venezuelana-brasileira como escritora.

“Ce que Frida m’a donné”, foi publicado este ano inicialmente em francês pela editora Zulma e ainda não tem previsão de publicação no Brasil. Ele foi escrito em espanhol e a tradução francesa é assinada conjuntamente por Margot Nguyen Béraud e pela própria autora, Rosa Maria Unda Souki, que mora atualmente em Paris. O título faz referência ao quadro da artista mexicana Frida Kahlo, “Ce que l’eau m’a donné” (O que a água me deu).

Como o quadro, que reflete na água da banheira onde Frida Kahlo toma banho passagens de sua vida, o livro dá uma visão e faz um relato íntimo e subjetivo do trabalho de Rosa Maria, evidenciando a própria história da artista-escritora. “O livro é uma metáfora desse quadro porque através do espelho da água de Frida, das pesquisas que fiz sobre a casa dela, encontrei referências da minha vida, da minha casa, não por uma questão de comparação, mas por uma questão de profunda compreensão”, conta.

O foco central do livro é a casa azul de Frida Kahlo em Coyoacán no México, desenhada nos mínimos detalhes, mas sem nenhuma representação humana. Apesar dessa “ausência”, a presença da Frida é impressionante. “O projeto é centrado na casa como forma de retrato. A ausência da representação humana, não é ausência. Tem uma presença de uma personalidade extraordinária que foi ela”, explica a artista-escritora.

A temática da casa sempre norteou o trabalho artístico de Rosa Maria Unda Souki, que fez em 2010 um projeto sobre as casas de Federico Garcia Lorca.


Leia mais

Leia também:
Pinturas de Frida Kahlo e Soulages explodem recordes de leilão em Nova York
Obras de Frida Kahlo e Diego Rivera dialogam em mostra parisiense

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos