Árvore cai na Lagoa do Taquaral e mata criança em Campinas

Prefeitura decretou o fechamento de todos os parques da cidade após o acidente

Árvore caiu e matou criança em parque de Campinas - Foto: Reprodução/EPTV
Árvore caiu e matou criança em parque de Campinas - Foto: Reprodução/EPTV

Uma criança morreu após ser atingida por uma árvore que caiu na manhã desta terça-feira (24) na Lagoa do Taquaral, em Campinas, no interior de São Paulo.

De acordo com informações da Defesa Civil, divulgadas pelo portal g1, a árvore era de grande porte e atingiu, pelo menos, três pessoas durante a queda no Parque Portugal.

Outras vítimas

Relatos dão conta de que um homem e uma mulher foram as outras vítimas da queda. Eles foram encaminhados a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região e não se sabe o estado de saúde de ambos.

Samu tentou reanimar

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado ao local e tentou reanimar a criança de "aproximadamente 5 anos", mas não teve sucesso.

Relatos de testemunhas

Testemunhas que faziam atividades físicas nas proximidades se assustaram com o episódio e relataram à rádio CBN Campinas que viram os médicos fazendo massagem cardíaca em uma das vítimas.

O acidente aconteceu próximo à lagoa dos pedalinhos. Após despencar, a árvore ficou atravessada na região por onde passam os frequentadores.

Prefeitura fecha todos os parques

Em nota, a Prefeitura de Campinas se solidarizou com as famílias das vítimas e determinou o fechamento imediato de todos os parques da cidade.

O prefeito Dário Saadi (Republicanos) pediu, ainda, que a população evite "circular em áreas com muitas árvores", por conta do risco de queda, decorrente das fortes chuvas que atingiram o município nas últimas semanas.

"Por causa das chuvas constantes desde dezembro, a situação em várias partes da cidade é de solo encharcado, o que aumenta o risco de quedas de árvores", diz o texto divulgado pela administração.

Chuvas castigam a cidade

Campinas vive situação de caos por conta das chuvas desde a semana passada. Segundo a Defesa Civil, ao menos 200 árvores e pontes caíram na cidade, o que fez com que o governo municipal decretasse estado de emergência.