11 faculdades com mais alunos que viraram bilionários

·3 minuto de leitura
Prédio da Universidade de Harvard
A Universidade de Harvard encontra-se em primeiro lugar no ranking
(Getty Creative)
  • Das 11 melhores universidades, 10 estão nos Estados Unidos 

  • A que levou o primeiro lugar teve, até o momento, 29 alunos que se tornaram bilionários

  • Nomes como Jorge Paulo Lemann, Donald Trump e David Velez estão na lista 

Alcançar mais de dez dígitos na conta bancária é um feito realizado por pouquíssimas pessoas ao redor do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, são 614 bilionários de diferentes áreas, mas vários têm uma coisa em comum: o local em que se graduaram.

Leia também:

Um levantamento mostrou que as 11 melhores universidades com o maior número de alunos graduados que se tornaram ricaços têm, pelo menos, 11 nomes. Como já é esperado, várias delas pertencem à Ivy League, grupo formado pelas oito faculdades norte-americanas mais prestigiadas. 

E olha que mesmo quem não entra para a lista de bilionários tem um diferencial ao estudar em uma delas, já que têm cerca do dobro do salário dos não graduados após 10 anos de carreira.

Ainda assim, a lista também inclui outros nomes e países, e você pode conferi-los abaixo:

  • Universidade da Columbia

Localizada em Nova York (EUA), a Universidade conta com 11 ex-alunos bilionários, com nomes como os investidores Daniel Loeb e Noam Gottesman, e o empresário Robert Kraft. 

  • Universidade da Califórnia

A faculdade também conta com 11 graduados bilionários, como Gordon Moore, cofundador da Intel, e Masayoshi Son, CEO da SoftBank. Ela fica em Berkeley (EUA). 

  • Universidade de Princeton

Empatada com as duas primeiras, com 11 ex-alunos bilionários, a norte-americana instalada em Nova Jersey foi sala de aula para John, Robert e William Fisher, herdeiros da varejista Gap, e para Eric Schmidt, ex-CEO do Google. 

  • Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)

Charles Koch, CEO da Koch Industries, e John Olyer, CEO da BeiGene são exemplos de bilionários que pisaram diariamente no MIT. A faculdade entra para a lista com 14 nomes ao todo e também fica nos EUA, na região de Massachusetts. 

  • Universidade do Sul da Califórnia

Quem diria, na época, que um dos colegas de sala de aula seria o criador de Star Wars! George Lucas estudou na USC, bem como Marc Benioff, CEO da Salesforce, e fazem parte da lista com 15 bilionários graduados por lá. Assim como as outras faculdades, esta também fica nos EUA. 

  • Universidade de Cornell

Instalada em Nova York (EUA), a faculdade conta com 18 ex-alunos bilionários, como o ex-chefe do Citigroup, Sandy Weill, e David Dufield, empresário de software. 

  • Universidade de Mumbai

A primeira localizada fora dos EUA, a faculdade fica na Índia e ocupa a quinta posição no ranking, com nada menos que 20 graduados que se tornaram bilionários. Dentre eles, estão Mukesh Ambani, a pessoa mais rica da Ásia, e Uday Kotak, fundador de um dos maiores bancos do setor privado da Índia. 

  • Universidade de Yale

Em Connecticut (EUA), a faculdade conta com 21 nomes, como Sid Bass, investidor e filantropo, e Joseph Tsai, co-fundador e vice-presidente executivo do grupo Alibaba Group. 

  • Universidade de Stanford

Com 28 nomes, a universidade norte-americana entra no Top 3, tendo sido responsável pela educação formal de Vlad Tenev, fundador do Robinhood, Jerry Yang, cofundador do Yahoo, e David Velez, que construiu o banco digital Nubank.

  • Universidade de Pennsylvania

Em segundo lugar, a universidade instalada em Philadelphia (EUA). Foram, até agora, 28 alunos que se tornaram bilionários, sendo que a lista conta com nomes bastante conhecidos, como Donald Trump, ex-presidente dos EUA, Elon Musk, CEO da Tesla, e Laurene Powell Jobs, filha de Steve Jobs. 

  • Universidade de Harvard

Claro que, em primeiro lugar, está Harvard! A universidade mais cara do mundo conta com 29 nomes, incluindo o banqueiro brasileiro Jorge Paulo Lemann. Além dele, é possível citar Lloyd Blankfein, ex-CEO da Goldman Sachs, e Steve Ballmer, proprietário do Los Angeles Clippers. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos