Às vésperas das eleições, Bolsonaro perde site com seu nome; veja o que virou

Jair Bolsonaro (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
Jair Bolsonaro (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)

Um site com o domínio www.bolsonaro.com.br se tornou uma verdadeira galeria de notícias críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Anteriormente, a plataforma já havia sido noticiada pela Folha de S.Paulo quando o endereço estava registrado em nome de uma empresa do Distrito Federal, mas era utilizada para divulgar ações de governo. De acordo com informações do portal UOL, houve atualização do registro no dia 11 de agosto deste ano.

Já na pagina inicial, Bolsonaro é retratado numa caricatura com o bigode de Adolf Hittler e fazendo a saudação nazista. “Ameaça ao Brasil” é o primeiro texto, com o menu para visualizar a “exposição completa” logo abaixo.

Na sequência, uma série de textos críticos ao mandatário, como os títulos “Corrosão das eleições”, que fala sobre os ataques feitos pelo mandatário ao sistema eleitoral brasileiro e violência e ódio.

Além disso, há um material sobre “disseminação de desinformação”, acompanhado pelo desenho de Carlos Bolsonaro (PL), filho do presidente, que aparece tomando leite numa “mamadeira de piroca”, item que dominou o imaginário coletivo durante as eleições de 2018, ao ser associado à campanha de Fernando Haddad (PT).

O site segue apresentando conteúdos sobre corrupção no governo, relação com as Forças Armadas, neofascismo, além de tratar a gestão da pandemia de covid-19 como “descaso com centenas de milhares de mortos e a destruição de comunidades vulneráveis”.

A aba de contato leva a um perfil no Twitter identificado apenas como @vlwbjsflw, que é seguido por pouco mais de 170 contas da rede social.

Um texto no site informa ainda que a plataforma “não é administrada e nem pertence à família Bolsonaro”.

No menu “sobre”, o material é descrito como uma “galeria de arte digital e acervo jornalístico relacionado à família Bolsonaro”.

Na mesma página, há uma contagem regressiva para o fim do atual mandato do governante, que finda em 31 de dezembro.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)