Principais notícias da semana: Assaltos cinematográficos e eleições

·2 min de leitura

Assaltos dignos de cinema marcaram Santa Catarina e Pará; Prefeitos eleitos em mais de 50 cidades pelo país; Governo discutindo o fim o voto obrigatório.

Confira as principais notícias da semana entre 29 de novembro e 4 de dezembro.

Assalto em Criciúma é maior de Santa Catarina

As ruas de Criciúma, em Santa Catarina, foram palco de terror nas primeiras horas da terça. Um grupo de assaltantes fortemente armado e extremamente organizado usou reféns como barreira humana para realizar o maior assalto da história do estado em uma agência do Banco do Brasil. Até a manhã de sexta, 11 pessoas haviam sido presas. Leia na íntegra

Cametá repete cenas de horror de Criciúma

Na quarta, o terror tomou conta do outro extremo do país, no Pará, um grupo de criminosos tomou as ruas de Cametá, a 235 km da capital Belém, fazendo reféns de escudo humano, como em Criciúma. Neste caso, no entanto, os bandidos não foram bem sucedidos no assalto, mas até o momento nenhum deles havia sido preso. Leia na íntegra

Cidades elegem prefeitos pelo Brasil

No último final de semana, mais de 50 cidades aptas a ter segundo turno foram às urnas para eleger ou reeleger seu prefeitos. Destaque para as vitórias de Bruno Covas, do PSDB, em São Paulo, e Eduardo Paes, do DEM, no Rio de Janeiro. Os eleitos e eleitas, tanto para prefeituras quanto para câmaras municipais, tomam posse em primeiro de janeiro. Leia na íntegra

Governo quer fim do voto obrigatório

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou logo após o resultado das eleições que é necessário questionar a necessidade do voto obrigatório no país após a quantidade expressiva de abstenções nas eleições municipais deste ano. No segundo turno, quase 30% dos eleitores não votaram. O Congresso não se manifestou sobre a questão. Leia na íntegra

Biden terá equipe de comunicação composta só por mulheres

Joe Biden, presidente eleito dos Estados Unidos, terá uma equipe de comunicação formada integralmente por mulheres. É a primeira vez que a equipe de comunicações da Casa Branca terá só mulheres. Entre as nomeadas está Jen Psaki, que será a secretária de imprensa da presidência. Leia na íntegra

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos