Assassino Charles Manson é internado em estado grave

O assassino Charles Manson, em foto divulgada em agosto pelo governo da Califórnia

O homicida americano Charles Manson, líder do grupo que assassinou a atriz Sharon Tate em 1969, está internado em estado grave, informou nesta quarta-feira o site TMZ.

De acordo com fontes anônimas, o assassino de 83 anos, que tem uma suástica tatuada no corpo, foi legado em caráter de urgência, escoltado por cinco policiais, para um hospital de Bakersfield, na Califórnia, há três dias e submetido a uma série de tratamentos.

"Isto não vai melhorar a situação dele", afirmou uma fonte ao TMZ.

De acordo com o site, o psicopata foi hospitalizado em janeiro para ser operado por lesões no intestino e uma hemorragia interna, mas seu estado foi considerado muito frágil para isto e ele retornou à prisão.

Manson, um dos criminosos mais conhecidos nos Estados Unidos, está na prisão há mais 40 anos.

Ele foi condenado à morte em 1971 ao lado de quatro de seus discípulos pelo assassinato de sete pessoas, incluindo Sharon Tate, esposa do cineasta Roman Polanski que estava grávida de oito meses e meio, em agosto de 1969.

As condenações foram comutadas para prisão perpétua.

No fim de 2014, Manson pediu autorização para casar com uma mulher de 26 anos, Afton Elaine Burton, mas ele desistiu da ideia. Em 2012, apresentou uma demanda para obter liberdade antecipada, que foi rejeitada. Ele teria que esperar até 2027 para fazer um novo pedido.