Assessora do Senado protagonista de vídeo de sexo é exonerada

Foto: Yala SenaBRASÍLIA - A assessora parlamentar Denise Rocha, que trabalhava no gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI), foi exonerada nesta segunda-feira. A demissão foi publicada no Boletim Administrativo do Senado hoje, referente ao ato da diretoria-geral com data de 2 de agosto. Ela ocupava cargo em comissão, que não exige concurso público, de assistente parlamentar da 4ª Secretaria da Mesa Diretora.

Quando o vídeo caseiro em que Denise aparece protagonizando cenas quentes vazou, o senador afirmou que achava difícil que ela conseguisse continuar no cargo, já que Denise trabalhava nas comissões e estava sendo reconhecida. Após o escândalo, a assessora tirou férias, período que o senador disse que usaria para decidir o destino de sua funcionária.

O vazamento e a abrupta fama renderam a Denise um convite para pousar para a revista Playboy. Denise Rocha é filha de piauienses e prima em terceiro grau de Ciro Nogueira. A assessora trabalha para o senador desde o primeiro mandato, auxiliando nas comissões temáticas das quais qual Ciro Nogueira faz parte.

Segundo colegas, no ano passado Denise teria sido convidada para participar da prova "Afogando o Ganso" do programa Pânico na TV, mas rejeitou justamente pela incompatibilidade com o cargo que ocupava. Apesar de ter recusado a oferta do Pânico, Denise já teve seus quinze minutos de fama em maio deste ano, quando foi flagrada circulando com Romário em um hotel de Teresina. O encontro, revelado pelo jornal EXTRA, ocorreu quando Romário foi à cidade participar de um jogo festivo. Apesar de os dois negarem o romance, Denise chegou ao hotel no carro do artilheiro e subiu junto com ele no elevador, carregando seu paletó.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias