Assessora de Wilson Santiago foi flagrada recebendo propina de empresário na Paraíba

O GLOBO

RIO - Durante as investigações que prepararam a operação Pés de Barro da Polícia Federal (PF), que apura suspeitas de superfaturamento em obras no interior da Paraíba, os investigadores flagraram Evani Ramalho, secretária parlamentar do deputado federal Wilson Santiago (PTB-PB), recebendo duas remessas de R$ 50 mil do empresário George Barbosa.

Em setembro do ano passado, ele procurou a PF e fez um acordo de delação premiada, já homologado no Supremo Tribunal Federal (STF). Depois, passou a gravar as entregas de propina para a assessora de Santiago. As imagens foram divulgadas ontem pelo “Fantástico” da TV Globo. Ele ainda foi denunciado por

A PF acompanhou as entregas de dinheiro e Barbosa gravou em áudio o momento em que repassou os valores que estavam em uma sacola. Na ocasião, Evani chegou a reclamar.

— Tu tem que arrumar um envelope para botar isso. É um perigo porque dá para ver — disse Evani, na gravação.

A defesa de Evani disse que ela está à disposição das autoridades “para provar sua inocência e elucidar os fatos investigados”.

Em dezembro, Santiago foi afastado do mandato pelo ministro Celso de Mello do STF. O foco das apurações são as obras da “Adutora Capivara”contratadas por R$ 24,8 milhões e que já deveriam ter sido finalizadas. Segundo Barbosa, a propina paga chega a R$ 1,3 milhão.