Assista ao vivo o voo do segundo brasileiro no espaço

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A missão NS-21, que levará o segundo brasileiro ao espaço, Victor Correa Hespanha, está sendo transmitida ao vivo no canal da Blue Origin no YouTube. A decolagem deve ocorrer às 10h (horário de Brasília), e a viagem completa está programada para durar cerca de dez minutos.

A transmissão, ao vivo de West Texas (EUA), pode ser assistida abaixo (em inglês).

Antes do mineiro Victor Hespanha, o único brasileiro a ir ao espaço foi Marcos Pontes, astronauta que ocupou o cargo de ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações de 2019 a 2022. Pontes, a trabalho pela Agência Espacial Brasileira, partiu da Terra em 30 de março de 2006 e ficou no espaço por dez dias -oito deles na Estação Espacial Internacional.

Hespanha é um engenheiro de produção de 28 anos. A viagem ao espaço -histórica e breve- ocorre graças a um sorteio conduzido entre investidores da empresa Crypto Space Agency, que adquiriu a passagem. A companhia comercializa NFTs (sigla para Non-Fungible Tokens), algo como uma propriedade única que só existe no mundo virtual.

O brasileiro, que vai ao espaço junto a uma bandeira do Brasil, é parte de mais um voo de turismo espacial, atividade que se tornou uma realidade -cara- graças ao desenvolvimento de foguetes reutilizáveis. O voo deveria sido realizado originalmente em 20 de maio, mas acabou adiado por questões técnicas.

Além do lugar de Hespanha, outro assento no veículo New Shepard é destinado a um passageiro que não bancou seu próprio voo: a engenheira Katya Echazarreta. Esse lugar foi adquirido pela ONG Space for Humanity, que está levando ao espaço a engenheira que já trabalhou em missões da Nasa e deve se tornar a primeira mulher nascida no México a deixar a Terra.

A tripulação da nave fica completa com o engenheiro e investidor Evan Dick (em seu segundo passeio de New Shepard, depois de ter voado na NS-19, em dezembro de 2021), o empresário de aviação e piloto Hamish Harding, o empreendedor imobiliário Jaison Robinson e o investidor Victor Vescovo.

A Blue Origin, assim como a Virgin Galactic, faz voos suborbitais, que, basicamente, levam as pessoas para um pouquinho fora da atmosfera terrestre --a ponto de experimentarem a microgravidade e verem a Terra. Após a cápsula onde estão os astronautas atingirem o ponto máximo, ela começa a descer na viagem de volta ao solo, que é amortecida por um conjunto de paraquedas.

Além dessas duas empresas, a SpaceX também já fez um mais complexo e histórico voo de turismo espacial, realizando o feito de colocar em órbita da Terra a primeira missão composta somente por civis, a Inspiration4.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos