Associação nacional de policiais militares defende que categoria possa participar das manifestações de 7 de setembro

·1 minuto de leitura
Registro de um protesto ocorrido na avenida Paulista (Foto: REUTERS/Rahel Patrasso)
Registro de um protesto ocorrido na avenida Paulista (Foto: REUTERS/Rahel Patrasso)
  • Presidente da maior associação representativa de policiais militares defendeu o direito de a categoria participar das manifestações de 7 de setembro

  • Foi autorizado que cada regional decida qual será a orientação nos Estados

  • Policiais precisarão ir à paisana e desarmados

Em meio à polêmica sobre a participação de policiais militares nas manifestações marcadas para o dia 7 de setembro, a maior entidade representativa da categoria autorizou que cada regional decida qual será a orientação. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

O presidente da Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares, Bombeiros Militares e Pensionistas Estaduais (Anermb), sargento Leonel Lucas, defendeu que os policiais participem desde que estejam desarmados e à paisana.

Leia também:

"Quem quiser participar que vá, democraticamente e pacificamente. Os ativos, que vão desarmados e não fardados. E que todos exerçam o seu poder de democracia que nós conquistamos com muita batalha", afirmou o sargento em entrevista ao jornal.

A Anermb informou que agrega 286 filiados, entre aqueles que estão na ativa e aposentados, em 24 Estados.

O tema tem gerado controvérsias em diversos locais como em São Paulo. O coronel da Polícia Militar Alexander Lacerda foi afastado da corporação após publicações nas redes sociais de convocações de amigos para as manifestações de 7 de setembro, favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro.

Após Alexander Lacerda ser oficialmente afastado, outro coronel, Homero Cerqueira publicou um vídeo no Instagram chamando outros policiais para comparecerem à avenida Paulista no mesmo dia como forma de apoio ao presidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos