"Assunto encerrado", diz Pacheco sobre polêmica entre Aziz e Forças Armadas

·1 minuto de leitura
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
  • Presidente do Senado se reúne com ministro da Defesa após polêmica gerada pela fala do senador Omar Aziz

  • Pacheco classificou como um "mal-entendido"

  • Ministro e comandantes das Forças Armadas divulgaram nota em resposta

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, classificou como "assunto encerrado" a polêmica gerada pela declaração do presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz, sobre as Forças Armadas em sessão da comissão na quarta-feira (7).

Após reunião com o ministro da Defesa, general Braga Netto, Pacheco destacou que "o episódio de ontem, fruto de um mal-entendido sobre a fala do colega senador Omar Aziz, presidente da CPI, já foi suficientemente esclarecido e o assunto está encerrado”.

Leia também:

Aziz disse que "fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo".

A resposta à declaração do presidente da comissão ocorreu por meio de nota assinada pelo ministro da Defesa e pelos comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica. O texto ressaltou que "as Forças Armadas não aceitarão qualquer ataque leviano às Instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro".

Pacheco afirmou ainda que havia deixado claro ao ministro Braga Netto o reconhecimento aos valores das Forças Armadas. "Inclusive éticos e morais, e afirmei, também, que a independência e as prerrogativas de parlamentares são os principais valores do Legislativo", detalhou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos