Dois astronautas terminam com sucesso caminhada espacial

Por Kerry SHERIDAN
(Reprodução de TV) O astronauta francês Thomas Pesquet durante a caminhada espacial

Dois astronautas - o francês Thomas Pesquet e o americano Shane Kimbrough - terminaram com sucesso, nesta sexta-feira, uma caminhada espacial para fazer melhorias e a manutenção da Estação Espacial Internacional (ISS).

Vestindo volumosos trajes brancos e capacetes, Pesquet, de 39 anos, e Kim Brough, de 49 anos, retornaram à estação orbital após finalizar seu trabalho, conforme o previsto. Eles permaneceram no exterior da ISS por seis horas e 34 minutos.

"Outro fantástico exemplo de colaboração internacional e do trabalho que podemos fazer juntos quando contamos com uma grande equipe como esta", disse Jessica Meir, astronauta da Nasa que coordenou a caminhada espacial do centro de controle de missões em Houston, no Texas.

A saída faz parte de uma série de caminhadas destinadas a instalar um segundo ponto de acoplamento que será utilizado pelas futuras naves espaciais tripuladas, que serão fornecidas pelas empresas americanas SpaceX e Boeing, e que devem começar a levar astronautas para a ISS em 2018.

Atualmente, somente a cápsula russa Soyuz permite realizar viagens espaciais.

Pesquet e Kimbrough, que também realizaram reparos menores, trabalharam de forma separada durante boa parte da caminhada.

Trata-se da segunda saída ao espaço de Pesquet, astronauta da Agência Espacial Europeia (ESA) que está hospedado na ISS desde 20 de novembro de 2016; e a quinta de Kimbrough, comandante da tripulação da ISS, composta por seis pessoas.

"Sair ao espaço é sempre um grande momento para mim", disse Kimbrough em uma entrevista à televisão da Nasa nesta semana, acrescentando que "é realmente uma satisfação" ter visto Pesquet se sair tão bem em sua primeira caminhada espacial em janeiro.

Pesquet é o quarto astronauta francês a sair ao espaço e o 11º europeu.

Múltiplas tarefas

O objetivo da saída desta sexta-feira era fazer os preparativos para a instalação do segundo acoplamento para os "táxis espaciais", conhecido como Acoplador de Atracadouro Internacional.

Pesquet passou a primeira metade de sua caminhada espacial inspecionando uma válvula de radiador suspeita de uma pequena fuga de amoníaco, mas não encontrou evidências de nenhum problema.

Depois lubrificou o braço robótico da ISS utilizado para atracar as naves que se aproximam e para mover coisas fora do laboratório orbital.

Enquanto isso, Kimbrough desconectou cabos e conexões elétricas do adaptador de acoplamento pressurizado (PMA-3) para prepará-lo para ser transferido em 30 de março durante outra saída espacial.

Em sua nova localização, alojará o segundo de dois adaptadores de acoplamento internacional, que será entregue em um futuro voo de uma nave espacial de carga SpaceX Dragon.

Kimbrough também trabalhou na instalação de novas câmeras e equipamentos de informática fora da estação.

Mais caminhadas

A caminhada espacial de 30 de março será realizada por Kimbrough e sua compatriota Peggy Whitson, sendo a oitava saída de sua carreira.

Uma terceira caminhada espacial ocorrerá em 6 de abril, incluindo Pesquet e Whitson, de 57 anos, que baterá o recorde de saídas ao espaço de uma mulher astronauta.

Também em abril, Whitson baterá o recorde de mais dias no espaço de um astronauta americano. O atual, de 534 dias, é de Jeff Williams.

O cosmonauta russo Gennady Padalka ostenta o recorde de 879 dias no espaço em cinco viagens.