Astronautas realizam primeira caminhada espacial em estação chinesa

·3 minuto de leitura

Dois astronautas chineses completaram, com sucesso, neste domingo (4), a primeira caminhada espacial fora da nova estação de seu país em órbita ao redor da Terra.

Três astronautas chineses decolaram em 17 de junho do deserto de Gobi (noroeste da China) e sua nave atracou na estação de Tiangong, onde devem permanecer para uma missão de três meses.

Dois deles deixaram a cabine principal na manhã deste domingo para uma caminhada que durou cerca de sete horas, informou a Agência Espacial da China.

"O retorno seguro dos astronautas Liu Boming e Tang Hongbo ao módulo central Tianhe marca o sucesso total da primeira caminhada espacial na estação espacial de nosso país", declarou a mesma fonte.

Sua missão consistia em posicionar a câmera panorâmica fora do módulo central Tianhe, além de verificar a capacidade de transferência do braço robótico que usarão para transferir os módulos da estação, segundo a imprensa estatal.

"Oh, é tão lindo aqui fora", disse Liu, em um vídeo filmado ao sair da cabine.

A televisão chinesa exibiu imagens dos astronautas vestindo seus trajes e conduzindo avaliações médicas em preparação para a caminhada no espaço.

Posteriormente, eles apareceram na porta da cabine ao sair do módulo, na primeira das duas caminhadas espaciais planejadas para a missão, cada uma com duração de seis a sete horas.

É a primeira vez desde 2008 que astronautas chineses saem de sua nave no espaço. Naquele ano, o comandante Zhai Zhigang fez de seu país o terceiro a realizar uma caminhada no espaço, atrás da União Soviética e dos Estados Unidos.

Esta primeira missão tripulada chinesa em quase cinco anos é uma questão de grande prestígio para o país, que neste mês celebra o 100º aniversário da fundação do Partido Comunista da China com uma campanha massiva de propaganda.

- Onze lançamentos previstos -

Os membros da tripulação passaram por mais de 6.000 horas de treinamento antes da missão.

A Agência Espacial Chinesa tem 11 lançamentos previstos até o final do ano que vem, três deles tripulados, que devem entregar dois módulos de laboratório para a ampliação da estação, além de suprimentos e tripulantes.

O comandante da missão é Nie Haisheng, um piloto condecorado da Força Aérea do Exército de Libertação Popular, que já participou de duas missões espaciais.

Neste domingo, a televisão estatal mostrou imagens da vida diária dos astronautas em Tiangong, incluindo cenas de um exercício de bicicleta.

Um membro da tripulação também apareceu comendo e outro andando com as mãos e pulando.

A missão é objeto de muita atenção nas redes sociais, e a hashtag sobre a caminhada especial rendeu cerca de 200 milhões de visualizações na plataforma chinesa Weibo, semelhante ao Twitter.

"O quanto me emociona cada conquista está além das palavras", escreveu um internauta.

O presidente Xi Jinping afirmou que a construção da primeira estação chinesa abre "novos horizontes" para a humanidade na exploração do cosmos.

O interesse chinês em ter sua própria base na órbita terrestre foi motivado, em parte, pela recusa dos Estados Unidos em dar-lhe acesso à Estação Espacial Internacional (ISS) - que funciona em colaboração com Rússia, Canadá, Europa e Japão.

A ISS deve ser aposentada em 2024, embora a NASA diga que pode permanecer em serviço depois de 2028.

A expectativa de vida da estação chinesa de Tiangong é de pelo menos 10 anos. A China disse que estará aberta à colaboração internacional na estação.

bys/leg/mas-mar/pc/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos