Até onde vai o anseio pelo retorno do futebol no Rio de Janeiro?

Ana Carolina Castro

A possível volta do futebol no Rio de Janeiro gerou repercussão e polêmica nas redes sociais e veículos de comunicação. Tudo isso porque clubes como Flamengo e Vasco querem a retomada do esporte no território carioca, enquanto o número de infectados e mortes por covid-19 aumenta cada vez mais no estado.



O Ministério Público do Rio de Janeiro divulgou uma recomendação para que o prefeito do Rio, Marcelo Crivella e a FERJ, federação local de futebol, cessam o retorno do Campeonato Carioca. A suspensão deve valer até que as autoridades da saúde decretem queda no número de casos e óbitos pelo vírus dentro do território.




FBL-BRASILEIRO-FLAMENGO


De acordo com notícias divulgadas pela imprensa brasileira, pode-se perceber que a última coisa que o estado precisa é de futebol. Isso porque o número de mortes por covid-19 vem crescendo notoriamente. O correto é deixar a ganância de lado e focar na preservação da vida de jogadores, comissão técnica e funcionários do clube. E pensar que depois da tempestade, vem o sol. Sol para iluminar os gramados.



Na última segunda-feira (25), a FERJ realizou uma reunião com os clubes para tratar sobre a volta. Fluminense e Botafogo são contra. Tanto o inquérito como a recomendação são responsabilidade da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva e Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Capital. A recomendação é assinada pelo promotor Rodrigo Terra.