Atacada, jornalista diz que Bolsonaro 'não gosta de ser questionado por mulheres'

Jair Bolsonaro durante debate na Band (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
Jair Bolsonaro durante debate na Band (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)

A jornalista disse na noite de domingo (28), após o primeiro debate presidencial, que o presidente Jair Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição, “não gosta de ser questionado por mulheres”.

No segundo bloco do evento, os candidatos responderam perguntas dos jornalistas de veículos que compõe o pool de imprensa que organizou o debate —TVs Bandeirantes e Cultura, portal UOL e jornal Folha de S. Paulo. Bolsonaro atacou a jornalista Vera Magalhães após ela questioná-lo sobre vacinação.

O chefe do Executivo afirmou que Vera é “uma vergonha para o jornalismo brasileiro”. Em entrevista ao colunista Kennedy Alencar, do portal UOL, ela afirmou que Bolsonaro “teve uma atitude absolutamente descontrolada, desnecessária” que, em sua visão, é “prejudicial a ele mesmo”.

“Ele já fez isso em relação a mim e a outras jornalistas mulheres, é da natureza dele, ele não gosta de ser questionado por mulheres”, afirmou ela. O registro é do portal Poder 360.

Além disso, ela falou que a postura do mandatário “transformou o machismo, a misoginia e a falta de políticas públicas voltadas ao governo dele o principal tema do debate e ele teve que recorrer a um papel para dizer o que fez pelas mulheres”.

O primeiro debate entre presidenciáveis das Eleições 2022 aconteceu no domingo (28). O encontro aconteceu na sede da TV Bandeirantes, em São Paulo, e reuniu Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Simone Tebet (MDB), Ciro Gomes (PDT), Luiz Felipe D'Ávila (Novo) e Soraya Thronicke (União Brasil).

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)