Atacante promete cortar próprio pênis se clube for rebaixado

Torcedores, geralmente no calor da emoção, fazem promessas inusitadas para que seus clubes atinjam os objetivos necessários tanto para conquistarem títulos quanto para fugirem do rebaixamento, por exemplo. Acontece, porém, que o atacante equatoriano Kevin Mina, do Real Santa Cruz, da Bolívia, prometeu que cortaria o próprio pênis caso o clube fosse rebaixado.

Em entrevista coletiva no último final de semana, o jogador de 28 anos afirmou que, caso o clube, que está a apenas um ponto de diferença do primeiro time fora da zona de rebaixamento, seja rebaixado, cortará o seu 'membro: "Por isso contrataram Kevin Mina (para não ser rebaixado). (risos) Se eu caio, corto meu membro".

Leia também:

Faltando 11 rodadas para o fim do Clausura, uma espécie de segundo turno do Campeonato Boliviano, o Real Santa Cruz, de Santa Cruz de la Sierra, soma 34 pontos na tabela acumulada da competição geral, um a menos que o Universitario Sucre, que é o primeiro clube fora da zona de perigo. Na Bolívia, apenas o lanterna da tabela acumulada é rebaixado diretamente, o penúltimo colocado disputa um playoff para decidir o seu futuro na temporada seguinte.

Seleção Boliviana sem técnico após processo seletivo

Sem um treinador desde o final do mês de março, quando demitiu o venezuelano Cesar Farias, a Bolívia não tem um comandante para a sua seleção. No fim do mês de julho, a FBF (Federação Boliviana de Futebol) abriu um processo seletivo para o cargo máximo, recebendo currículos de forma presencial ou virtual, sendo requeridas referências anteriores, mas não fora informado pela FBF um resultado. No site da entidade, o nome de Cesar Farias segue como treinador da Seleção.