Ataque em Aracruz: veja fotos de como ficou a escola após invasão do atirador

Fotos divulgadas pela TV Gazeta, filial da Rede Globo no Espírito Santo, ilustram os momentos de terror vividos pelos professores e estudantes da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Primo Bitti, em Aracruz, na Região Norte do Espírito Santo.

Na última sexta-feira (25), um adolescente de 16 anos invadiu a unidade e disparou contra quem encontrou pela frente.

Depois disso, o atirador ainda seguiu para outra unidade de ensino da rede privada onde desferiu novos tiros. No total, quatro pessoas morreram e 12 ficaram feridas.

As fotos da escola pública mostram a parede com buracos de bala na sala dos professores.

Outra imagem aproximada destaca o grande buraco deixado em outra parede. Por baixo de uma cadeira usada por estudante, sangue e outro furo feito por projétil de arma de fogo. Além de marca de tiro na cadeira acolchoada e um tênis sujo de sangue abandonado.

A unidade de ensino foi alvo do atirador na manhã da última sexta. Por volta das 9h30, ele invadiu portando uma pistola e fez vários disparos. Duas professoras foram mortas na escola.

Na sequência, ele deixa o local utilizando um carro e segue para a escola particular Centro Educacional Praia de Coqueiral, que fica na mesma região.

Lá, faz novos disparos e uma aluna morre.

Ao todo, três pessoas morreram no dia do atentado e outra no sábado, após período de internação. Outras 12 ficaram feridas.

O atirador é um adolescente de 16 anos que foi aluno da escola pública. Ele foi apreendido no mesmo dia e confessou o crime. Segundo informações divulgadas pela Polícia, o jovem disse ter planejado o atentado por pelo menos dois anos, mas não tinha alvos específicos e atirou aleatoriamente.