Ataque em cidade israelense de Elad deixa três mortos

Polícia israelense bloqueia área após ataque na cidade de Elad em 5 de maio de 2022 (AFP/Ahmad GHARABLI) (Ahmad GHARABLI)

Ao menos três pessoas morreram nesta quinta-feira (5) em um ataque na cidade de Elad, no centro de Israel, em um momento em que o país celebra o 74º aniversário de fundação de seu Estado, segundo boletins médicos.

O serviço de resposta de emergência Magen David Adom - equivalente israelense da Cruz Vermelha - disse que uma quarta pessoa se encontrava em estado crítico após o ataque, que se soma a vários ocorridos em Israel nas últimas semanas e a confrontos violentos entre palestinos e policiais israelenses.

Outras duas pessoas sofreram ferimentos moderados ou leves, de acordo com Magen David Adom.

Um comunicado inicial da polícia não deu informações sobre as circunstâncias do ataque nem sobre a identidade de seus autores.

A maioria dos habitantes de Elad é membro da comunidade judaica ultraortodoxa, conhecida como os "haredim".

Outra cidade majoritariamente povoada por judeus ultraortodoxos, Bnei Brak, também nos arredores de Tel Aviv, foi atacada em março.

Desde 22 de março e antes do atentado desta quinta, 15 pessoas haviam morrido nesses incidentes , entre elas um policial árabe israelense e dois ucranianos.

Dois dos ataques fatais foram perpetrados na área de Tel Aviv por palestinos.

Em resposta, o exército israelense realizou várias operações na Cisjordânia ocupada, marcadas por confrontos sangrentos.

Desde então, um total de 27 palestinos e três árabes israelenses foram mortos (incluindo os autores dos ataques) em confrontos com as forças israelenses.

bs/pjm/mis/mb/mvv/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos