Ataque a faca na Alemanha deixa três mortos e cinco feridos graves

·1 minuto de leitura
Polícia de Wuerzburg é acionada após ataque

Por Tilman Blashofer e Alexander Hübner

WUERZBURG, Alemanha (Reuters) - Três pessoas morreram e cinco ficaram gravemente feridas nesta sexta-feira no sul da Alemanha após um ataque a faca cometido por um imigrante somali de 24 anos, descrito por autoridades como tendo sido posto em tratamento psiquiátrico compulsório nos últimos dias.

A polícia prendeu o agressor na cidade de Wuerzburg baleando-o na coxa, e diz que ele não corre risco de morte.

"No ponto em que as coisas estão, três estão mortos e cinco feridos muito gravemente", disse o ministro do Interior regional, Joachim Herrmann, depois de chegar ao local. "Quanto aos feridos mais gravemente, não temos certeza de que sobreviverão".

O agressor mora em Wuerzburg desde 2015, ano em que a Alemanha abriu suas fronteiras a mais de um milhão de imigrantes e refugiados fugindo de guerras e da pobreza. Ele estava sendo interrogado pela polícia no hospital, disse Herrmann.

"Seu problema foi notado em meses recentes, incluindo tendências violentas, e alguns dias atrás ele foi posto em tratamento psiquiátrico compulsório", disse Herrmann. Como é praxe na Alemanha, a polícia não divulgou o nome do suspeito.

Entre os mortos está um menino pequeno e um de seus pais, noticiou o jornal Main Post.

A polícia disse não haver sinal de que havia outros agressores e que agora a situação está sob controle.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos