Ataque com granada contra a polícia na Irlanda do Norte

(Arquivo) Mural representando a linha de paz é visto no oeste de Belfast, no 20º aniversário do Acordo da Sexta-feira Santa

Uma viatura da polícia que patrulhava a capital da Irlanda do Norte, Belfast, foi atacada com uma granada na madrugada desta quarta-feira, anunciaram as autoridades da província britânica, denunciando "uma tentativa de matar" policiais que não causou vítimas.

"Pouco depois das 2h00 (23h00 de terça-feira no horário de Brasília), um Land Rover da polícia foi atingido por um objeto", explicou um comunicado da polícia. "Houve uma forte explosão e o Land Rover foi levado para um lugar seguro".

"Felizmente, nenhum dos policiais dentro do veículo ficou ferido e o carro não foi danificado", apontou.

A polícia encontrou "restos de uma suposta granada" e na quarta-feira revistava cuidadosamente o local para verificar se não há outros objetos perigosos.

"É inegavelmente uma tentativa de matar ou ferir policiais", afirmou o superintendente Jonathan Roberts citado no comunicado.

O ataque ocorre a uma semana das eleições legislativas britânicas, muito centradas no Brexit, uma questão particularmente sensível na Irlanda do Norte, uma zona do país com um passado sangrento.

Por três décadas, republicanos católicos e unionistas protestantes se enfrentaram em um conflito que deixou 3.500 mortos e terminou em 1998 com o acordo de paz da Sexta-feira Santa.

O acordo estabeleceu uma divisão do poder local entre as comunidades e uma fronteira aberta com a vizinha República da Irlanda - país membro da União Europeia - cuja defesa é um dos pontos mais conflitantes do Brexit.