Ataque massivo da Rússia deixa Ucrânia às escuras

Ataque massivo da Rússia deixa Ucrânia às escuras

Os ataques da Rússia nas últimas 24 horas fizeram três feridos na capital ucraniana e deixaram praticamente 90 % da cidade de Lviv sem luz.

A resposta bélica de Moscovo a um plano de Kiev para a paz foi abordada no habitual vídeo noturno de Volodymyr Zelenskyy. O presidente ucraniano, afirmou esta quinta-feira, que a Rússia se encontra "num beco sem saída", com "cada vez menos mísseis", apesar de reconhecer a difícil situação vivida em várias cidades do país.

"A partir desta noite, há cortes de energia na maioria das regiões da Ucrânia. É especialmente difícil na região de Kiev, na capital, e nas regiões de Lviv, Odessa, Kherson, Vinnytsia e Transcarpathia", disse.

Zelenskyy revelou ainda que as forças armadas ucranianas abateram 11 drones e 54 dos 69 mísseis lançados, esta quinta-feira, pela Rússia.

Já a Bielorrússia, principal aliada de Moscovo, afirmou, ter abatido um míssil de defesa aérea lançado da Ucrânia. Desde o início da guerra, é a primeira vez que Misk relata um incidente deste tipo, tendo já convocado o embaixador ucraniano no território. As autoridades bielorrussas exigem uma investigação imediata ao caso

Mas ao contrário do esperado com a ofensiva russa, o preço do gás natural na Europa caiu para níveis anteriores à invasão da Ucrânia, com o tempo mais quente em todo o continente a aliviar as preocupações de escassez.